PUBLICIDADE
Mais Esportes

Tottenham pode perder Son por conta de serviço militar sul-coreano

  Depois de ser eliminado pela Juventus em casa, pelas oitavas da Liga dos Campeões, na semana passada, o Tottenham está enfrentando outro grande problema: Son Heung-min, um dos destaques desta temporada, pode estar de saída do clube inglês. O motivo? Segundo o jornal The Mirror, o sul-coreano precisa completar 21 meses de serviço militar […]

12:15 | 14/03/2018

 

Depois de ser eliminado pela Juventus em casa, pelas oitavas da Liga dos Campeões, na semana passada, o Tottenham está enfrentando outro grande problema: Son Heung-min, um dos destaques desta temporada, pode estar de saída do clube inglês. O motivo? Segundo o jornal The Mirror, o sul-coreano precisa completar 21 meses de serviço militar em seu país de origem até completar 28 anos, segundo a lei local.

Aos 25 anos, o meia ficaria fora dos Spurs nas temporadas 2019-20 e 2020-21, ou seja, por dois anos. Entretanto, ainda segundo a publicação, há uma saída: Son poderia receber uma liberação caso tivesse conquistado ou ganhasse medalhas nas Olimpíadas ou nos Jogos Asiáticos.

O problema, no entanto, é que ele não estava na seleção coreana vencedora da medalha de bronze em Londres, em 2012, e, mesmo que integre a equipe que disputará os Jogos Asiáticos no final do ano, ficaria de fora da primeira parte do Campeonato Inglês, onde ele possui projeção internacional.

Em qualquer caso, mesmo que seja liberado, Son precisará realizar quatro semanas de treinamento básico e ficará em uma lista de reservas. Caso se recuse a servir ao exército sul-coreano, o meia pode chegar a ser preso, assim como outras 400 pessoas na Coreia do Sul, por deserção.

Gazeta Esportiva

Recomendadas para você

Comentários