PUBLICIDADE
Esportes

Novo Hamburgo vence, sai da zona da degola e pressiona o Grêmio no Sul

O Novo Hamburgo depende apenas de si mesmo para seguir na elite do futebol gaúcho. Nesta sexta-feira a equipe alvianil recebeu o Brasil de Pelotas no estádio do Vale, pela penúltima rodada do Estadual e não decepcionou seus torcedores, superando os rivais por 2 a 1, saindo da zona de rebaixamento da competição e jogando [?]

23:30 | 02/03/2018

O Novo Hamburgo depende apenas de si mesmo para seguir na elite do futebol gaúcho. Nesta sexta-feira a equipe alvianil recebeu o Brasil de Pelotas no estádio do Vale, pela penúltima rodada do Estadual e não decepcionou seus torcedores, superando os rivais por 2 a 1, saindo da zona de rebaixamento da competição e jogando o Grêmio para o 11º lugar. Roberto Dias e Ricardo Lobo marcaram para os donos da casa. Léo Bahia descontou para os visitantes.

Desta maneira, o Tricolor gaúcho precisará vencer o Juventude no próximo domingo, fora de casa, para sair da zona da degola e integrar o grupo dos oito primeiros colocados, que vão às quartas de final do Gauchão. Caso contrário, os atuais campeões da Libertadores, que começaram o Estadual com o time de transição, terão de se salvar do rebaixamento traumático nas última rodadas, já que a sexta foi adiada e acontecerá no domingo de 11 de março.

O jogo ? O Novo Hamburgo encerrou o primeiro tempo com a vantagem no placar. As equipes demoraram para criar jogadas de perigo e só conseguiram dar mais emoção ao duelo nos minutos finais. Já que ninguém conseguia chegar efetivamente com a bola no chão, o Novo Hamburgo conseguiu abrir o placar aos 37 minutos pelo alto. Após cobrança de escanteio, o goleiro Carlos Eduardo saiu caçando borboleta na inteção de interceptar o cruzamento, e a bola sobrou livre para Roberto Dias, que cabeceou para o gol livre, estufando as redes.

Quem pensou que o Brasil de Pelotas não teria tempo suficiente para empatar o jogo antes de ir ao intervalo se enganou. Aos 45 minutos os donos da casa até tiveram uma chance clara de gol em contra-ataque, porém, Mossoró, que saiu cara a cara com Michel Alves, viu o goleiro adversário fechar o ângulo, bloqueando seu arremate e garantindo a vantagem ao Novo Hamburgo no primeiro tempo.

No segundo tempo Mossoró fez questão de se redimir com a torcida rubro-negra e aos nove minutos foi de seu pé que saiu a jogada que resultou no gol de empate do Brasil de Pelotas. O atacante decidiu arriscar de fora da área, Michel Alves defendeu, mas deu rebote, e Léo Bahia apareceu no lugar certo para empurrar para as redes e deixar tudo igual no estádio do Vale.

Precisando mais do que nunca da vitória para ir à última rodada do Gauchão um pouco mais tranquilo, o Novo Hamburgo não desistiu e aos 24 minutos conseguiu retomar a frente no marcador com Ricardo Lobo, que recebeu lançamento dentro da área e bateu firme, de peito de pé, para vencer o goleiro Carlos Eduardo e tirar o Noia, mesmo que provisoriamente, da zona de rebaixamento do Estadual.

 

Gazeta Esportiva

TAGS