PUBLICIDADE
Esportes

Mogi não consegue reagir e fica com o vice na Liga das Américas

Não deu para o Mogi das Cruzes. Jogando no Ginásio Polideportivo Roberto Pando, em Buenos Aires, a equipe brasileira começou melhor, mas sofreu um ?apagão? no terceiro quarto de partida e perdeu para o San Lorenzo por 79 a 71 neste domingo, ficando com o vice na Liga das Américas. A final da competição internacional [?]

23:30 | 25/03/2018

Não deu para o Mogi das Cruzes. Jogando no Ginásio Polideportivo Roberto Pando, em Buenos Aires, a equipe brasileira começou melhor, mas sofreu um ?apagão? no terceiro quarto de partida e perdeu para o San Lorenzo por 79 a 71 neste domingo, ficando com o vice na Liga das Américas. A final da competição internacional de basquete foi disputada em jogo único.

Depois de uma boa campanha, o clube do interior paulista não conseguiu alcançar o título inédito, no primeiro confronto decisivo de sua história pelo torneio. As únicas duas derrotas dos comandados de Guerrinha na disputa foram justamente para os argentinos, invictos em toda a competição e campeões pela primeira vez.

Com isso, o Brasil segue sem vencer a Liga das Américas desde 2015. O último time brasileiro a levantar o troféu do torneio foi o Bauru. Nos anos seguintes, a equipe venezuelana do Guaros de Lara venceu a disputa de maneira consecutiva.

O primeiro quarto viu a equipe nacional começar melhor. As bolas de três dos comandados do técnico Guerrinha não paravam de cair, fazendo com que os brasileiros chegassem a abrir doze pontos de vantagem no marcador da partida. Entretanto, logo depois o San Lorenzo cortou a diferença e foi para o segundo período perdendo por apenas cinco pontos.

Na rodada seguinte, os argentinos alcançaram pela primeira vez a liderança no embate. Dessa vez no controle da partida, os oponentes do Mogi ditavam o ritmo ofensivo. Na última jogada do período, Jimmy errou arremesso de três pontos, e o San Lorenzo foi para o intervalo vencendo por dois pontos: 40 a 38.

O terceiro quarto foi terrível para os brasileiros. A equipe de Guerrinha não conseguiu engrenar na parte ofensiva, marcando poucos pontos na rodada, enquanto os adversários se aproveitavam do nervosismo rival para continuar acertando as cestas de dois e três pontos. Somente na reta final do período o Mogi acordou, e com pontos consecutivos, foi capaz de cortar a diferença e manter esperanças para o último período.

Nele, o time do Brasil reagiu. Avassalador, o clube do interior de São Paulo começou abrindo 12 a 2 no marcador e assumiu a liderança, depois de cesta marcante de Filipin, que recebeu passe de Shamell caído ao chão. Entretanto, novamente o San Lorenzo cresceu na reta final, assegurando sua vantagem e administrando a vitória até o estouro do relógio.

O grande destaque da decisão foi o atleta do San Lorenzo, Gabriel Deck. O jogador anotou 22 pontos, combinados com 10 rebotes, duas assistências e um roubo de bola.

Gazeta Esportiva

TAGS