PUBLICIDADE
Esportes

Coric vence Anderson de virada e vai à inédita semi em Indian Wells

Pela primeira vez na carreira, Borna Coric vai disputar um semifinal de Masters 1000. O croata de 21 anos precisou mostrar todo seu talento e sua resistência para vencer, de virada, o veterano Kevin Anderson, número 9 do mundo, por 2 sets a 1, com parciais de  2/6, 6/4 e 7/6 e 7/6 (7-3) nesta quinta-feira [?]

20:45 | 15/03/2018

Pela primeira vez na carreira, Borna Coric vai disputar um semifinal de Masters 1000. O croata de 21 anos precisou mostrar todo seu talento e sua resistência para vencer, de virada, o veterano Kevin Anderson, número 9 do mundo, por 2 sets a 1, com parciais de  2/6, 6/4 e 7/6 e 7/6 (7-3) nesta quinta-feira em Indian Wells.

Após 2h22 de confronto, o jovem tenista avança à semifinal e espera pelo vencedor do jogo entre Roger Federer e Hyeon Chung para ir em busca da sua quarta decisão na carreira. Por outro lado, o sul-africano continua sem alcançar uma semifinal de Masters 1000, parando nas quartas em nove oportunidades.

Com o resultado, Coric ganhou mais uma boa notícia. O jovem croata volta ao top 40 e fica muito perto de igualar seu recorde pessoal ? 33º lugar. Caso avance à grande decisão, ele entrará no top 30 pela primeira vez.

Apesar da derrota, quem começou melhor a partida foi Anderson. O sul-africano confirmou seus saques sem dificuldades e ainda conseguiu duas quebras para fechar o primeiro set em 6/2, em apenas 31 minutos. Porém, Coric não estremeceu e equilibrou o jogo, conseguindo a quebra de serviço logo no primeiro game. O croata segurou a vantagem e ainda salvou um break-point, mas fechou a parcial e deixou tudo igual na Califórnia.

O equilíbrio permaneceu no terceiro set. Coric salvou dois break points logo no começo da parcial e acabou sendo quebrado no sexto game, vendo o rival abrir 4/2. Mais uma vez, porém, o croata reagiu, devolveu a quebra e conseguiu forçar o tie-break.

No desempate, o sul-africano vacilou com erros bobos, enquanto Coric se manteve sólido e conseguiu dois mini-breaks para fechar a partida e carimbar o passaporte para a inédita semifinal.

Gazeta Esportiva

TAGS