PUBLICIDADE
Esportes

Federer faz história, vence e volta ao topo do ranking aos 36 anos

A vitória de Roger Federer sobre Robin Haase nesta sexta-feira significou muito mais do que simplesmente avançar no ATP 500 de Roterdã. Com a vitória de virada por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/1 e 6/1, o suíço espera ver, na próxima segunda-feira, seu nome novamente no topo do ranking da ATP [?]

18:15 | 16/02/2018

A vitória de Roger Federer sobre Robin Haase nesta sexta-feira significou muito mais do que simplesmente avançar no ATP 500 de Roterdã. Com a vitória de virada por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/1 e 6/1, o suíço espera ver, na próxima segunda-feira, seu nome novamente no topo do ranking da ATP depois de mais de cinco anos. Aos 36 anos, Federer se tornará o tenista mais velho a liderar o ranking, passando o norte-americano André Agassi, que liderou quando tinha 33 anos.

O jogo, no entanto, começou diferente do esperado. Jogando em casa, o holandês Haase jogou de igual para igual com o suiço, contando principalmente com saque eficiente. Por outro lado, Federer teve problemas no fundamento , teve o serviço quebrado no nono game e perdeu o primeiro set em seguida.

Mas Federer não é o melhor tenista do mundo à toa. O suíço voltou para o segundo set com tudo e venceu os dois primeiros games sem ceder um ponto sequer. Jogando com intensidade, quebrou o saque de Haase no sexto game, como fez no segundo, e fechou a parcial em 6/1 no seguinte.

O terceiro set foi praticamente um reprise do anterior. Enquanto Haase sentiu o baque, Federer continuou dominante, quebrando o saque do holandês três vezes para fechar o set em 6/1 e o jogo em 2 sets a 1.

O novo líder do ranking conhecerá seu adversário na semifinal ainda nesta quinta-feira. Será o vencedor entre Andreas Seppi, da Itália, e Dmitri Medvedev, da Rússia. Na outra semifinal, duelam o belga David Goffin e o búlgaro Grigor Dimitrov.

Gazeta Esportiva

TAGS