PUBLICIDADE
Esportes

Wolff abre as portas da Mercedes para Wehrlein

A Mercedes pode ter um velho conhecido de volta. Conforme entrevista dado pelo diretor austríaco Toto Wolff, a equipe estaria interessada em repatriar o alemão Pascal Wehrlein na posição de piloto reserva, podendo futuramente trazê-lo para os titulares. Falando ao jornal alemão Sport Bild, Wolff afirmou que a Mercedes mantém o piloto em seu radar [?]

19:15 | 25/01/2018

A Mercedes pode ter um velho conhecido de volta. Conforme entrevista dado pelo diretor austríaco Toto Wolff, a equipe estaria interessada em repatriar o alemão Pascal Wehrlein na posição de piloto reserva, podendo futuramente trazê-lo para os titulares.

Falando ao jornal alemão Sport Bild, Wolff afirmou que a Mercedes mantém o piloto em seu radar desde 2013 e que já ofereceu a proposta para ele voltar em 2018. O dirigente também elogiou a qualidade de Wehrlein e ressaltou que as portas da escuderia continuam abertas.

?Temos apoiado Pascal desde 2013 e ele fez por merecer sua chance na F1 após seu título no DTM?, analisou Wolff.

?Depois disso, ele teve duas temporadas que não foram tão fáceis na F1, com Manor e Sauber. Mas o manteremos em nossa família em 2018 e oferecemos uma vaga de piloto de testes na Mercedes para manter suas portas abertas na F1 em 2019?, completou.

Atualmente, Wehrlein está sem equipes na Fórmula 1. Depois de testar para a Mercedes entre 2014 e 2015, ele correu pela categoria em 2016 e 2017, mas não se deu bem nas negociações com a Sauber, que preferiu trazer o monegasco Charles Leclerc para 2018. Além disso, Wehrlein não conseguiu um acordo com a Williams para o lugar de Felipe Massa.

Gazeta Esportiva

TAGS