PUBLICIDADE
Esportes

Orlandinho anuncia que deixará o Brasil para treinar na Espanha

Orlando Luz anunciou, nesta segunda-feira, que deixará o Brasil para treinar na BTT Tennis Academy, na Espaha, com o técnico Léo Azevedo. O tenista de 19 anos irá mudar em janeiro e fará pré-temporada de seis semanas na academia, que fica perto de Barcelona, antes de voltar a competir. ?É mais uma grande mudança na [?]

19:15 | 18/12/2017

Orlando Luz anunciou, nesta segunda-feira, que deixará o Brasil para treinar na BTT Tennis Academy, na Espaha, com o técnico Léo Azevedo. O tenista de 19 anos irá mudar em janeiro e fará pré-temporada de seis semanas na academia, que fica perto de Barcelona, antes de voltar a competir.

?É mais uma grande mudança na minha vida. Eu saí de casa com 13 anos, para morar sozinho e treinar em Balneário Camboriú. Deu certo, consegui bons resultados no juvenil, mas a transição está bem difícil?, afirmou Orlandinho.

?Então agora, chegando aos 20 anos, vou recomeçar, indo morar em outro país. É uma coisa nova, estou empolgado. Quero tirar o maior proveito de tudo isso, treinar muito e buscar crescer lá fora. Sei que não é fácil, morar sozinho novamente, é outra cultura, mas estou muito motivado e sei que poderei colher bons frutos dessa mudança?.

O atleta gaúcho irá treinar na academia que é fundada por Francis Roig, um dos técnicos de Rafael Nadal, e a mudança está sendo em parceria com a Confederação Brasileira de Tênis (CBT), que passará utilizar a BTT Tennis Academy como base na Europa. Feliciano López, Fabio Fognini, Marcel Granollers são nomes que passaram pela academia.

?Estamos ampliando nosso leque de investimentos. A parceria com a BTT possibilita que a CBT possa dar ainda mais assistência aos principais jogadores do Brasil. O Orlando está se propondo a fazer algo diferente na carreira, se dispondo a uma dedicação total na Europa. Vamos dar o suporte necessário para que ele consiga atingir o máximo do seu potencial. Acredito na proposta de trabalho da BTT, que terá o Léo Azevedo como técnico responsável por este programa. Há um investimento financeiro neste projeto e, mesmo num momento de redução orçamentária, a CBT não medirá esforços para que se realize?, explica Rafael Westrupp, presidente da Confederação Brasileira de Tênis.

Gazeta Esportiva

TAGS