PUBLICIDADE
Esportes

Ferrari volta a ameaçar saída da F1: ?Estão brincando com fogo?

A novela entre Ferrari e a empresa dona da Fórmula 1 parece estar longe de terminar. Em um evento de Natal promovido pela Ferrari nesta segunda-feira, Sergio Marchionne, presidente da escuderia italiana, voltou a ameaçar sair da categoria caso as decisões continuem nesse rumo. ?Temos de buscar um equilíbrio nas decisões para o futuro que satisfaçam [?]

14:15 | 18/12/2017

A novela entre Ferrari e a empresa dona da Fórmula 1 parece estar longe de terminar. Em um evento de Natal promovido pela Ferrari nesta segunda-feira, Sergio Marchionne, presidente da escuderia italiana, voltou a ameaçar sair da categoria caso as decisões continuem nesse rumo.

?Temos de buscar um equilíbrio nas decisões para o futuro que satisfaçam a todos, e acho que vamos fazer isso com o tempo. Caso contrário, a Ferrari vai embora. Se eles acreditam que estamos blefando, eles estão brincando com fogo?, disparou.

Além da ameaça, Marchionne também criticou novamente o Liberty Media e as ideias propostas por Chase Carey e Ross Brawn: ?O que mais me incomoda é que existe um homem com a experiência de Ross Brawn, que procura maneiras de lutar contra o DNA da F1. Fazer carros todos iguais, com motores simples e econômicos, como a Nascar, não interessa para nós?.

O presidente da equipe ainda mencionou a possibilidade de disputar um campeonato alternativo e afirmou acreditar na adesão de outras escuderias à proposta. ?Na renovação de contrato com o Liberty, há a possibilidade de se desvincular, em oposição ao Pacto da Concórdia, e acho que a Ferrari tem a força para arrastar outras (equipes) para um campeonato alternativo?, encerrou.

Gazeta Esportiva

TAGS