PUBLICIDADE
Esportes

Hamilton diz não pensar em superar Schumacher: ?Nunca foi meu desejo?

A temporada 2017 reservou grandes conquistas a Lewis Hamilton. A principal delas foi o tetracampeonato do Mundial de Fórmula 1, vencido de forma antecipada, no México, ultrapassando o ídolo Ayrton Senna em número de títulos. No entanto, o piloto da Mercedes ainda está longe de alcançar os feitos do alemão Michael Schumacher, de quem diz [?]

08:30 | 09/11/2017

A temporada 2017 reservou grandes conquistas a Lewis Hamilton. A principal delas foi o tetracampeonato do Mundial de Fórmula 1, vencido de forma antecipada, no México, ultrapassando o ídolo Ayrton Senna em número de títulos. No entanto, o piloto da Mercedes ainda está longe de alcançar os feitos do alemão Michael Schumacher, de quem diz não ter ambição em superar.

Às vésperas do Grande Prêmio do Brasil, penúltima etapa do campeonato, Hamilton acumula 62 vitórias na carreira, 29 a menos que o recordista Schumacher, que também é o maior campeão da categoria, com sete títulos, três a mais que o britânico.

?Nunca foi meu desejo superar o Michael, a minha meta era fazer algo como o Ayrton. Nunca imaginei que chegaria a ser campeão quatro vezes, sou jovem, ainda tenho muito tempo pela frente. Quero vencer as próximas duas corridas, mas o meu sonho nunca foi ter mais títulos que o Schumacher?, garantiu, em entrevista coletiva, na última quarta-feira, em São Paulo.

?Fechei um capítulo e tenho que escrever os próximos. Não sei quantos anos ainda vou correr, gosto muito de ser piloto, mas tenho de decidir quando vou começar a curtir outras coisas. É o que estou pensando agora, não tenho pressa?, acrescentou.

Além de Schumacher, o nome de outro alemão foi abordado durante a entrevista com Hamilton. Indagado sobre a disputa que travou com o também tetracampeão Sebastian Vettel, da Ferrari, seu maior perseguidor na temporada, o britânico disse que a rivalidade entre ambos o motiva para os próximos anos.

?É muito mais empolgante quando se compete com um piloto de outra equipe?, ressaltou Hamilton, que rivalizou com o ex-companheiro Nico Rosberg nas últimas temporadas. ?O Vettel assinou contrato por mais três anos e estou pensando que o meu ?gol? é dificultar a vida dele (risos). É legal criar essa disputa. Com certeza estarei aí nos próximos três anos?, encerrou Hamilton.

A corrida a ser realizada no Autódromo de Interlagos, neste domingo, será a primeira da história da Fórmula 1 a reunir dois tetracampeões. Com 333 pontos, Hamilton não pode mais ser alcançado por Vettel, que soma 277, após 18 das 20 etapas do Mundial de 2017.

Gazeta Esportiva

TAGS