PUBLICIDADE
Esportes

Cueva se esquiva sobre atraso após vaga na Copa e agradece o Tricolor

Christian Cueva falou pela primeira vez sobre seu atraso ao se apresentar na concentração do São Paulo após conseguir a classificação para a Copa do Mundo da Rússia com a seleção peruana. O meia tinha de se juntar ao restante do elenco tricolor na manhã do sábado que antecedeu o confronto contra o Botafogo, entretanto, [?]

15:30 | 28/11/2017

Christian Cueva falou pela primeira vez sobre seu atraso ao se apresentar na concentração do São Paulo após conseguir a classificação para a Copa do Mundo da Rússia com a seleção peruana. O meia tinha de se juntar ao restante do elenco tricolor na manhã do sábado que antecedeu o confronto contra o Botafogo, entretanto, chegou apenas na madrugada do domingo, dia do jogo, e ainda assim foi relacionado pelo técnico Dorival Jr, chegando, inclusive, a ser acionado no segundo tempo.

Incomodado com a polêmica pergunta, Cueva preferiu não se estender ao comentar sobre o episódio, mas garantiu que tudo já foi acertado com a diretoria. Na ocasião, antes do empate em 0 a 0 contra os cariocas no Pacaembu, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, já havia adotado um tom moderado para lidar com a situação.

?Eu tratei esse tema com a diretoria. Falei com eles, cheguei poucas horas antes do jogo contra o Botafogo. São coisas que já falamos. Como pessoa e como jogador são erros que tenho que corrigir?, disse Cueva nesta terça-feira.

O atraso de Cueva só foi amenizado pelo fato de o jogador ter participado de um momento histórico para o futebol de seu país. O Peru não se classificava para uma Copa do Mundo havia 36 anos e justamente por isso a grande festa na qual o meia participou acabou sendo entendida pela alta cúpula são-paulina. O próprio camisa 10 da equipe não esqueceu de agradecer ao Tricolor, alegando que o clube tem participação em uma das grandes conquistas de sua carreira.

?Tenho que agradecer ao São Paulo, que foi um clube que apostou em mim, me deu a oportunidade de estar em um time grande. Para mim foi bom, manter um nível alto no Campeonato Brasileiro, em um clube grande como é o São Paulo. Me ajudou no momento de defender a seleção da melhor maneira e graças a Deus conseguimos o objetivo, por isso estou feliz. Não consegui ganhar coisas com o São Paulo, mas ainda assim agradeço a oportunidade?, prosseguiu.

Mesmo em meio à polêmica do atraso na sua apresentação, o papel elementar que Cueva tem na equipe do São Paulo foi provado pelo próprio técnico Dorival Jr. Enquanto muitos acreditavam que o meia seria repreendido de uma maneira mais rígida, o treinador são-paulino não só relacionou o meia para a partida como também atendeu ao pedido dos torcedores para que ele entrasse em campo contra o Botafogo. Embora ele não tenha conseguido mudar o placar da partida, ao menos ele pôde notar que a voz da arquibancada agora está a seu favor.

?Me senti feliz. Você se sente importante quando a torcida sempre te apoia. Não é a primeira vez que isso acontece. Penso que a torcida apoia a todos e me sinto feliz pessoalmente, sinto que a torcida tem um carinho por mim, e eu tenho um carinho e respeito por eles também, porque estiveram presentes nos bons e maus momentos?, concluiu Cueva.

Gazeta Esportiva

TAGS