PUBLICIDADE
Esportes

América vence o Guarani fora, recupera vice-liderança e encosta no Inter

A rodada foi boa para o América-MG. A equipe mineira venceu o Guarani, por 1 a 0, na tarde/noite deste sábado, em Campinas, pelo Campeonato Brasileiro da Série B, e voltou a encostar no Internacional. O Coelhão aproveitou o empate do Colorado na rodada e triunfou para recuperar a vice-liderança da segundona e ficar a [?]

18:45 | 04/11/2017

A rodada foi boa para o América-MG. A equipe mineira venceu o Guarani, por 1 a 0, na tarde/noite deste sábado, em Campinas, pelo Campeonato Brasileiro da Série B, e voltou a encostar no Internacional. O Coelhão aproveitou o empate do Colorado na rodada e triunfou para recuperar a vice-liderança da segundona e ficar a dois pontos do Inter.

O time do Rio Grande do Sul ficou no empate, nessa sexta-feira, no Beira-Rio, jogando contra o CRB. Com a vitória, o América-MG chegou a 60 pontos, a dois do Internacional. Além de melhorar sua condição na tabela, para o alviverde de Minas Gerais, o triunfo foi importante para distanciar do Paraná, quarto colocado, que tem 56 tentos.

O Guarani, derrotado em casa, segue na luta contra a queda para a série C. O time de 39 pontos, na 15ª colocação, empatado em pontos com o Luverdense, que está na primeira posição dentro do Z4, entretanto, salvo pelos critérios de desempate.

O América volta a campo na terça-feira, no Independência, às 19h15 (de Brasília), contra o ABC. Já o Guarani vai até o Castelão, no mesmo dia, às 21h30, para enfrentar o Ceará. Como a luta pela liderança se torna interessante, vale destacar que o Internacional enfrenta o desesperado Luverdense, na segunda-feira, às 20h.

Primeiro tempo

O duelo entre Guarani e América começou bastante equilibrado. As duas equipes se concentravam no meio campo e, por isso, com igualdade do gramado, conseguiam ter poucas chances reais.

Aos 14 minutos, o Coelho conseguiu seu primeiro gol. A bola foi lançada para Felipe Amorim driblou e cruzou para Bill abrir o marcador para o América. Foi a primeira grande chance do alviverde mineiro.

Após o gol, a partida seguiu equilibrada. As equipes seguiam se estudando, e as oportunidades continuavam poucas. Minutos após sofrer o tento, o Guarani teve uma ótima oportunidade, com Caíque, mas a bola parou na trave.

Já com o resultado contrário, os donos da casa se mandaram para o ataque. Pouco depois de mandar a redonda no poste, Fumagalli teve ótima oportunidade e parou em Fernando Leal.

As equipes foram para o vestiário com a seguinte realidade em campo: apesar da vitória parcial, o América se segurou mais e o Guarani tentou o resultado.

Segundo tempo

O América voltou para o segundo querendo segurar o resultado. O técnico Enderson Moreira entendeu que o 1 a 0 era satisfatório e comandou que sua equipe se segurasse em campo.

Diante disso, o América esperou o Guarani em seu campo defensivo. Com linhas próximas em campo, o Coelho se segurava de qualquer maneira. Já o time da casa ia para o ataque, tentava o gol para, pelo menos, empatar.

Na medida que o relógio do árbitro avançou para a segunda metade da etapa final, o América passou a equilibrar mais a partida. O time de Enderson Moreira se soltou mais, e, apesar de não se descuidar da defesa, conseguia chegar com qualidade, mesmo não criando nenhuma chance clara.

O América se segurou até o final e garantiu o resultado que lhe garante vivo na luta pelo título da série B.

FICHA TÉCNICA

GUARANI 0 X 1 AMÉRICA

Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)

Data: 3 de novembro de 2017, sábado

Horário: 17h30 (de Brasília)

Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)

Assistentes: José Reinaldo Nascimento Júnior (DF) e Ciro Chaban Junqueira (DF)

Gols: Bill, aos 14 minutos do primeiro tempo (América);

Cartões: Baraka (Guarani); Giovanni, Christian Sávio, Messias (América)

GUARANI: Leandro Santos; Lenon, Ewerton Páscoa, Willian Rocha e Salomão; Baraka e Betinho (Luiz Fernando); Fumagalli Bruno Nazário e Richarlyson (Elias); Caíque

Técnico: Lisca

AMÉRICA-MG: Fernando Leal; Christian, Messias, Rafael Lima, Giovanni e Ernandes; Neto Moura (Juninho), Felipe Morim, Renan Oliveira (Zé Ricardo), Gerson Magrão; Bill

Técnico: Enderson Moreira.

Gazeta Esportiva

TAGS