PUBLICIDADE
Esportes

Tenista bósnio surpreende novamente e conquista segundo título no ano

Neste domingo, o tenista Damir Dzumhur mostrou novamente aos fãs de tênis que é uma das principais surpresas desta temporada. O bósnio enfrentou na final do ATP 250 de Moscou o lituano Ricardas Berankis e venceu por 2 sets a 1, parciais de 6/2, 1/6 e 6/4. O resultado afirma o ótimo ano que o [?]

10:45 | 22/10/2017

Neste domingo, o tenista Damir Dzumhur mostrou novamente aos fãs de tênis que é uma das principais surpresas desta temporada. O bósnio enfrentou na final do ATP 250 de Moscou o lituano Ricardas Berankis e venceu por 2 sets a 1, parciais de 6/2, 1/6 e 6/4. O resultado afirma o ótimo ano que o atleta vem tendo em 2017, principalmente nesta reta final do circuito mundial.

Curiosamente os dois tenistas da final deste domingo se encontrarão novamente já nos próximos dias. Ambos se enfrentarão pela primeira rodada do ATP 500 de Vienna, e o bósnio terá a missão de manter a excelente fase na temporada e chegar à sua primeira final de um torneio que não seja de nível 250, algo que jamais conseguiu. Com o título, Dzumhur chegará à sua melhor posição no ranking da ATP, pulando da 38° rodada para a 31°, com 1421 pontos.

A conquista é o segundo título de Dzumhur não só no ano mas também em toda sua carreira. Há pouco mais de um mês, o bósnio tinha vencido o torneio de São Petersburgo, o primeiro em sua vida. Na ocasião, o atleta venceu de virada o polêmico italiano Fábio Fognini, consagrado tenista que já foi número 13 do ranking mundial. Além do troféu, Damir também tinha surpreendido ao chegar em sua primeira final em nível ATP no torneio de Winston-Salem, campeonato preparatório para o Aberto dos Estados Unidos.

Já os brasileiros continuam em uma má fase e devem terminar em baixa a temporada de 2017 no tênis mundial. Tanto o ATP 500 de Viena como o de Basel não contarão com nenhum atleta do país e a semana terminará com um dos piores rankings para o Brasil. Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, terminará na 85° posição, enquanto que Thomaz Bellucci e Thiago Monteiro não estão nem entre os 100 melhores.

Gazeta Esportiva

TAGS