PUBLICIDADE
Esportes

Cruzeiro vive momento turbulento nos bastidores

Uma semana após o título da Copa do Brasil e quatro dias depois da eleição da chapa da situação, o momento nos bastidores do Cruzeiro é tenso e turbulento. No dia seguinte ao vice-presidente da Raposa, Bruno Vicintin, comunicar seu desligamento do clube, desta vez o presidente, Gilvan de Pinho Tavares, que comanda o clube [?]

12:45 | 05/10/2017

Uma semana após o título da Copa do Brasil e quatro dias depois da eleição da chapa da situação, o momento nos bastidores do Cruzeiro é tenso e turbulento. No dia seguinte ao vice-presidente da Raposa, Bruno Vicintin, comunicar seu desligamento do clube, desta vez o presidente, Gilvan de Pinho Tavares, que comanda o clube até o fim de dezembro, anunciou sua saída.

Os motivos apresentados pelo atual presidente da agremiação são os mesmos de Vicintin. Ele não concorda com algumas decisões do vencedor Wagner Pires de Sá, a principal delas é a nomeação de Itair Machado, ex-presidente do Ipatinga, para um cargo forte do futebol do time azul.

Existia a expectativa de Gilvan permanecer no clube após dezembro, auxiliando na transição e dando suporte nos primeiros meses de mandato de Pires de Sá. Tavares, entretanto, rejeitou as decisões e também está fora do projeto.

A Gazeta Esportiva já tinha adiantado nessa quarta-feira que mais mudanças além da saída de Bruno Vicintin aconteceriam no futebol do Cruzeiro. Além de Gilvan, a previsão é de outros desembarques, como Klauss Câmara, atual diretor de futebol, e também o ex-atleta Tinga pode deixar a agremiação. Na diretoria de comunicação, Guilherme Mendes, também tem seu cargo ameaçado.

Gazeta Esportiva

TAGS