PUBLICIDADE
Esportes

Verstappen revela que Vettel não se desculpou por acidente de Cingapura

A corrida de Cingapura realizada no último domingo ficou marcada pelo acidente ocorrido ainda na largada. Logo após o início da corrida, Sebastian Vettel, Kimi Räikkönen e Max Verstappen se envolveram em um dos acidentes mais fortes da atual temporada da Fórmula Um. Preso entre as duas Ferraris, Verstappen reclamou de Vettel não ter nem, [?]

11:45 | 19/09/2017

A corrida de Cingapura realizada no último domingo ficou marcada pelo acidente ocorrido ainda na largada. Logo após o início da corrida, Sebastian Vettel, Kimi Räikkönen e Max Verstappen se envolveram em um dos acidentes mais fortes da atual temporada da Fórmula Um. Preso entre as duas Ferraris, Verstappen reclamou de Vettel não ter nem, ao menos, se desculpado e criticou o excesso de agressividade do rival alemão.

?Ele apenas disse algo como ?olhando para trás, as coisas poderiam ter sido feitas de forma diferente. Mas o que está feito, está feito?, declarou Vertappen. ?Vettel está lutando pelo título, então você não precisa se arriscar tanto sabendo que Hamilton larga em quinto. Se isso tivesse acontecido com Hamilton, seria uma história completamente diferente?, opinou.

Nos primeiros metros da corrida do último domingo, Kimi Räikkönen buscou ultrapassar Max Verstappen, colidindo com o rival e, em seguida, acertando Sebastian Vettel, que buscava diminuir os espaços do piloto holandês. O condutor da Red Bull não teve dúvidas ao escolher o responsável pelo acidante.

?Acho que Sebastian começou a me espremer. Talvez ele não tenha visto Kimi na esquerda, mas isso não é desculpa? declarou o piloto de 19 anos.

Apesar da batida ter tirado os três pilotos da prova, o prejuízo sobre Vettel foi bastante maior do que em relação aos adversários. Agora, a sua distância em relação ao piloto inglês da Mercedes é de 28 pontos, restando seis provas para o final da temporada.

Gazeta Esportiva

TAGS