PUBLICIDADE
Mais Esportes

Após reunião, São Paulo orienta torcedores a não dar entrevistas

A reunião de torcedores do São Paulo com jogadores do clube, nesta quarta-feira, no CCT da Barra Funda, durou cerca de uma hora e meia e contou, além da diretoria e comissão técnica, com outras figuras importantes, como Raí, atual membro do Conselho de Administração são-paulino. O São Paulo resolveu abrir as portas do local […]

14:15 | 13/09/2017

A reunião de torcedores do São Paulo com jogadores do clube, nesta quarta-feira, no CCT da Barra Funda, durou cerca de uma hora e meia e contou, além da diretoria e comissão técnica, com outras figuras importantes, como Raí, atual membro do Conselho de Administração são-paulino.

O São Paulo resolveu abrir as portas do local de trabalho de seus jogadores do time profissional para todos os torcedores, não só membros das organizadas. Donos de cadeiras cativas e são-paulinos “comuns” também foram incluídos na  conversa com o elenco comandado por Dorival Jr.

A recomendação do clube foi que os torcedores não falassem com a imprensa quando saíssem do CT. Apenas no momento que antecedeu a reunião, Henrique Gomes de Lima, o Baby, presidente da Torcida Independente, concedeu uma breve entrevista.

Na ocasião, Baby garantiu que a torcida tricolor seguirá apoiando o clube e não fará protestos, porém, pediu coragem e atitude aos atletas. Crendo ser suficiente somar 47 pontos para o São Paulo se livrar do rebaixamento no Brasileirão, o presidente da principal organizada do clube reforçou que apenas após a meta ser atingida que as cobranças começarão a aparecer, assim como o apontamento de possíveis culpados pela atual situação do clube.

A alta cúpula do São Paulo se dividiu a respeito do encontro entre torcedores, comissão técnica e jogadores. Enquanto alguns acreditavam ser ruim o fato de abrir as portas do CT para potenciais cobranças, outros acabaram concordando com a reunião por conta do apoio incondicional que os são-paulinos vêm demonstrando à equipe nos últimos jogos em casa, lotando o Morumbi.

Com a semana livre para trabalhar, o São Paulo volta a campo neste domingo, às 16h (de Brasília), quando terá o duelo direto contra o Vitória, que também figura na zona de rebaixamento, no Barradão, em Salvador.

Gazeta Esportiva