PUBLICIDADE
Esportes

Medina fala em ?má sorte?, mas comemora vice em Teahupoo

Gabriel Medina chegou muito perto de vencer sua primeira etapa na atual temporada do Circuito Mundial de Surfe. Mas, a dura derrota de virada para o australiano Julian Wilson, na noite deste domingo, não abalou o brasileiro, que se mostrou feliz com a performance em Teahupoo, no Taiti, atrapalhada apenas por uma ?má sorte? na [?]

11:25 | 14/08/2017

Gabriel Medina chegou muito perto de vencer sua primeira etapa na atual temporada do Circuito Mundial de Surfe. Mas, a dura derrota de virada para o australiano Julian Wilson, na noite deste domingo, não abalou o brasileiro, que se mostrou feliz com a performance em Teahupoo, no Taiti, atrapalhada apenas por uma ?má sorte? na final.

?Estou feliz. Foi um bom resultado. Eu me sinto bem por subir mais no ranking. Na final, tinha de ser assim. Eu tive uma má sorte. Ele teve três oportunidades e duas ele aproveitou. Em uma, caiu. Igual a onda que ele teve eu não consegui achar. Faz parte. O mar aqui é uma surpresa. Você nunca sabe o que vai acontecer. Eu meio que fui surpreendido pelo mar, mas tudo bem. Agora é pensar na próxima?, disse o surfista.

Na bateria decisiva, faltou mesmo um pouco de sorte ao primeiro brasileiro a ser campeão mundial de surfe. Após abrir com duas boas ondas (8.67 e 9.20) e somar 17.87, Medina deixou o australiano em situação complicada, necessitando de uma combinação. Wilson, porém, não se abalou e conseguiu virar o duelo: com 9.23 e 9.73, somando 18.96 pontos, ele conquistou o título da etapa.

Apesar da amarga derrota, Medina foi o autor do único 10 unânime de Teahupoo. Ele veio depois de um longo tubo nas quartas de final do torneio, contra Owen Wright. Terminada esta edição, o brasileiro continua demonstrando bom desempenho no local: antes do vice deste domingo, já colecionava o título em 2014, o vice em 2015 e o terceiro lugar em 2016.

A próxima parada do Circuito será em Trestles, no Estados Unidos, marcada para acontecer entre os dias 6 e 17 de setembro. Jordy Smith, que acabou de assumir a liderança do ranking mundial, com 37.850 pontos, defende o título da etapa.

Gazeta Esportiva

TAGS