PUBLICIDADE
Esportes

Em crescimento no Galo, Valdívia quer seguir: ?só penso em voltar ao futebol?

Quando desembarcou em Belo Horizonte para vestir as cores do Atlético, a expectativa do jovem valdívia era voltar a viver dias de promessa que teve no Internacional. Agora, ele começa a crescer e se destacou ao marcar um gol contra o Fluminense, nessa segunda-feira, em fechamento da rodada do Campeonato Brasileiro. Para ele, porém, ainda [?]

14:15 | 24/08/2017

Quando desembarcou em Belo Horizonte para vestir as cores do Atlético, a expectativa do jovem valdívia era voltar a viver dias de promessa que teve no Internacional. Agora, ele começa a crescer e se destacou ao marcar um gol contra o Fluminense, nessa segunda-feira, em fechamento da rodada do Campeonato Brasileiro. Para ele, porém, ainda é pouco.

?É o que penso todo dia: voltar ao futebol. A cobrança é muito grande, eu sei disso. O que me passa é que tenho que treinar mais, me dedicar mais aos treinamentos?, salientou o jogador que lembrou da lesão que o afastou dos gramados por um longo período precisando, inclusive, de um procedimento cirúrgico.

?Antes da lesão eu nem treinava e fazia aquele tanto de gol. Hoje estou me dedicando, porque as coxas são diferentes, mas a força é a mesma. Tem isso também. Não levo isso como desculpa, isso ninguém sabe. Mas nos treinamentos eu faço reforço, quase todo dia eu faço reforço. Quero me dedicar, ajudar o Galo, voltar ao futebol, fazer gol, dar alegria para minha família e o torcedor?, acrescentou.

Valdívia chegou ao Galo quando o treinador ainda era Roger Machado. Ele não se firmou. Com Micale, nas poucas chances que tem tido, aproveita. O jovem agradou muito na última partida e espera poder ter mais chances de agora em diante.

?O que mais quero é ajudar o Atlético. O Micale sabe a hora de colocar, tem que respeitar. Estou trabalhando forte, para quando entrar no jogo estar pronto. Agora é ter uma boa sequência de bons resultados, uma boa campanha da minha parte também, que é importante. (Sequência) é o que o jogador espera. Estou ali para poder ajudar. Futebol é momento. Se Deus quiser vai ser o meu momento de ajudar o Galo, fazer mais gols. É o que mais quero, vou trabalhar para isso?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS