PUBLICIDADE
Esportes

Diretor da Mercedes está cauteloso com o GP da Bélgica

Para o diretor da Mercedes, Toto Wolff, a escuderia precisa ser cautelosa no Grande Prêmio da Bélgica, neste domingo, em Spa-Francorchamps. Após os pilotos da Mercedes levarem a melhor em cima dos principais rivais, os representantes da Ferrari, no GP britânico, o dirigente prefere manter os pés no chão. Segundo Wolff, apesar da pista ser favorável, o bom desempenho [?]

17:15 | 24/08/2017

Para o diretor da Mercedes, Toto Wolff, a escuderia precisa ser cautelosa no Grande Prêmio da Bélgica, neste domingo, em Spa-Francorchamps. Após os pilotos da Mercedes levarem a melhor em cima dos principais rivais, os representantes da Ferrari, no GP britânico, o dirigente prefere manter os pés no chão. Segundo Wolff, apesar da pista ser favorável, o bom desempenho não é garantido.

?As pessoas vão presumir que o circuito de Spa será bom para os nossos carros, porque aqui uma aerodinâmica eficiente é extremamente importante?, contou Wolff. ?Mas presunções são perigosas, vimos muitas vezes nesta temporada que tudo pode mudar de uma semana para a outra?, ressaltou.

Depois da corrida na Inglaterra, a quantidade de pontos entre os dois pilotos mais bem colocados na disputa foi diminuída. Com sete das 20 etapas do campeonato completadas até então, o alemão Sebastian Vettel somava 141 pontos. Lewis Hamilton, por sua vez, chegou aos 129. Agora, após prova na Hungria, a distância entre os corredores voltou a aumentar: Hamilton tem 188 pontos, e Vettel, 202.

?A Hungria mostrou a força do nosso time, e queremos usar a segunda parte desta temporada para mostrar essa força?, ressaltou Wolf. ?Mas precisamos manter nossa cabeça baixa, continuar humildes sobre este poder que temos, diligentes sobre nossas fraquezas e devemos levar nossa temporada semana por semana?.

Gazeta Esportiva

TAGS