PUBLICIDADE
Esportes

Derrota aumenta crise do Fla e deixa clima tenso na Ilha do Urubu

O Flamengo vive dias de muita pressão por conta do desempenho abaixo do esperado da equipe. Com grandes contratações para a temporada, o elenco comandado pelo técnico Zé Ricardo não está conseguindo resultados em campo na proporção das expectativas geradas. Depois de perder por 3 a 2 para o Santos na última quarta-feira, no Pacaembu, [?]

10:24 | 08/08/2017

O Flamengo vive dias de muita pressão por conta do desempenho abaixo do esperado da equipe. Com grandes contratações para a temporada, o elenco comandado pelo técnico Zé Ricardo não está conseguindo resultados em campo na proporção das expectativas geradas.

Depois de perder por 3 a 2 para o Santos na última quarta-feira, no Pacaembu, neste domingo a equipe recebeu o Vitória na Ilha do Urubu. No duelo contra a equipe que iniciou a 19ª rodada do Brasileirão na vice-lanterna e com apenas quatro vitórias na competição, o Flamengo entrou em campo como franco favorito.

A equipe carioca propôs o jogo e controlou a posse de bola, mas a defesa voltou a apresentar falhas e os baianos se aproveitaram para fazer 2 a 0 e vencer a partida.

Ineficiente no ataque e errando muito na defesa, o time saiu de campo sob vaias de sua torcida, que quase lotou o estádio da Ilha do Governador. O meia Diego não escapou dos protestos da torcida, mas disse entender o motivo e espera que a situação mude logo.

?É muito difícil o jogador passar por isso, um golpe duro. Não existe idade e experiência. Mas a decepção deles é a minha também, quem mais sente sou eu mesmo, de não corresponder às expectativas. Temos feito o possível e agora é acreditar que isso vai mudar rapidamente?, afirmou na saída do gramado.

?É um momento difícil e crítico. A equipe tem buscado, mas não tem sido eficiente na hora de fazer o gol e definir a partida. É momento de refletir e trabalhar muito?, completou Diego.

Pressionado no cargo, o técnico Zé Ricardo foi econômico nas palavras na coletiva após a partida, mas não negou o momento difícil que a equipe passa e a má atuação neste domingo.

?Respeito a torcida, tem de cobrar, buscar felicidade, e ficamos chateados de não dar esse retorno. Mas a maior chateação é da gente mesmo. Infelizmente não alinhamos performance nem resultado. Lógico que a insatisfação é grande. A gente vinha fazendo jogos e os resultados não aconteciam, mas tínhamos uma performance boa. Não tivemos uma boa atuação e isso foi determinante?, afirmou o treinador.

Ninguém da diretoria Rubro-Negra se pronunciou neste domingo. O presidente Eduardo Bandeira de Mello, que tem por hábito dar declarações após o jogos, deixou o estádio sem falar. Por enquanto, a informação que circula é de que Zé Ricardo está mantido no cargo.

TAGS