PUBLICIDADE
Esportes

Com eliminações e mais derrotas que vitórias, Micale vê evolução no Atlético

O técnico Rogério Micale chegou ao Atlético há pouco mais de um mês. A estreia dele foi justamente na derrota para o Botafogo, por 3 a 0, que custou a eliminação na Copa do Brasil. Dias depois, o Galo deu adeus a Libertadores. No total, são seis jogos, três derrotas, duas vitórias e um empate. [?]

14:15 | 26/08/2017

O técnico Rogério Micale chegou ao Atlético há pouco mais de um mês. A estreia dele foi justamente na derrota para o Botafogo, por 3 a 0, que custou a eliminação na Copa do Brasil. Dias depois, o Galo deu adeus a Libertadores. No total, são seis jogos, três derrotas, duas vitórias e um empate. No entanto, o treinador atleticano avalia o período como evolutivo.

?Estou me dedicando, trabalhando, implantando um processo. Acredito muito na equipe. Estamos evoluindo, dentro do tempo que tenho. Espero que os resultados aconteça o mais rápido possível, porque são eles que nos sustentam, nos transmite confiança. Eu acho que o caminho é esse?, destacou o treinador.

Micale reclama do tempo que teve a frente do clube para treinamentos. No entanto, a semana antes do jogo contra o Fluminense foi cheia, sem jogos. Os jogadores tiveram um período de dois dias de folga, algo que foi justificado pelo longo tempo sem dar descanso aos atletas. No duelo contra o Tricolor Carioca, entretanto, o que se viu foi ainda um time desorganizado, com grandes problemas defensivos, o que resultou na derrota por 2 a 1, em um dos tentos com o baixinho Luan marcando o artilheiro Henrique Dourado em uma bola desviada de cabeça.

?Dentro daquilo que posso fazer, que é trabalhar tentar implantar algo que acredito, dentro das características, estou tentando fazer o melhor. Estou trabalhando todo dia com o planejamento. Os jogadores têm se dedicado, compraram a ideia. Não conseguimos muitas vezes fazer o que queremos em pouco tempo, mas não posso argumentar sobre isso, porque quando a gente aceita um desafio como esse, num clube da grandeza do Atlético, sabemos que podemos passar pelos dois momentos: dar tudo certo, por circunstâncias, merecimento, mérito dos jogadores, ou como as coisas podem não caminhar. Temos de estar preparados para as situações?, destacou Micale.

Para o jogo contra a Ponte Preta, Micale teve novamente semana cheia para treinar seus jogadores. Pelo Campeonato Brasileiro, competição que a situação atleticana anda tensa, a três pontos da zona de rebaixamento, o clube mineiro só volta a jogar no meio de semana no fim de setembro.

Gazeta Esportiva

TAGS