PUBLICIDADE
Esportes

Brasileiros perdem e deixam país sem representantes no Mundial de boxe

Os boxeadores brasileiros não tiveram um bom desempenho no Mundial de boxe, realizado em Hamburgo. Os dois atletas do país que entraram no ringue nesta segunda-feira perderam suas lutas e deixaram o Brasil sem representantes nas quartas de final da competição. Pela categoria dos meio pesados (81kg), Michel Borges, que ficou de bye e não lutou na [?]

18:15 | 28/08/2017

Os boxeadores brasileiros não tiveram um bom desempenho no Mundial de boxe, realizado em Hamburgo. Os dois atletas do país que entraram no ringue nesta segunda-feira perderam suas lutas e deixaram o Brasil sem representantes nas quartas de final da competição.

Pela categoria dos meio pesados (81kg), Michel Borges, que ficou de bye e não lutou na primeira rodada, perdeu para Shabbos Negmatulloev, do Tajiquistão, e disse adeus ao Mundial. A decisão do combate ficou nas mãos dos juízes. Quatro jurados deram a vitória ao adversário do brasileiro, enquanto que apenas um teve a decisão favorável ao boxeador do Brasil.

Já Wanderson Oliveira, estreante em Mundiais, que venceu por unanimidade o queniano Nicholas Okoth pela fase inicial, perdeu para o francês Sofiane Oumiha, conhecido da torcida brasileira por ter lutado contra Robson Conceição na final dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

A luta, válida pela categoria dos leves (60kg), também foi para a decisão dos juízes. Todos os jurados atribuíram a vitória ao medalhista olímpico, que irá enfrentar o ucraniano Iurii Shestak nas quartas de final da competição.

Antes das eliminações de Michel Borges e Wanderson Oliveira, o brasileiro Juan Nogueira, que venceu o costa-riquenho Antony Varela na primeira rodada, se despediu do Mundial no último domingo, ao perder para o cazaque Vassily Levit, vice-campeão olímpico, por decisão unânime.

Gazeta Esportiva

TAGS