Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Golden State Warriors vence o Boston Celtics e é campeão da NBA

Time californiano volta a derrotar o rival fora de casa, abre 4 a 2 nos playoffs finais e levanta a taça pela sétima vez na história

Se faltava apenas o título de melhor jogador das finais da NBA para o armador Stephen Curry entrar no rol de maiores da história, pode garantir que o Olimpo já é dele. Com nova atuação de gala do maior arremessador de 3 da história do basquete, o Golden State bateu o Boston Celtics por 103 a 90 na madrugada desta sexta-feira, no TD Garden, e foi campeão pela quarta vez com Curry, Klay Thompson, Draymond Green e cia.

Com a taça, o time californiano chegou a sete títulos na história, se isolando como a terceira equipe com mais taças da NBA, só atrás da dupla Boston Celtics e Los Angeles Lakers, com 17 cada.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Apesar de ser há mais de uma década o protagonista do time, Curry nunca foi considerado o principal responsável por um título do time. Na primeira taça, em 2015, o ala Andre Iguodala foi premiado pela defesa que fez em Lebron James, então no Miami Heat. Em 2017 e 2018, Kevin Durant foi o motor mais claro das conquistas. Mas 2022 era do veterano de 34 anos.

Na partida decisiva, no TD Garden, em Boston, ele foi cestinha com 34 pontos (ao lado de Jaylen Brown, do Celtics), além de 7 rebotes e 7 assistências. O ala Andrew Wiggins, com 18 pontos, 6 rebotes, 5 assistências, 4 roubadas de bola, 3 tocos e uma defesa decisiva contra Jayson Tatum, maior destaque do Celtics, também foi decisivo. 

Curry, escolhido o MVP das temporadas 2014-2015 e 2015-2016 (desta vez de forma invicta), é símbolo de um time que mudou o basquete para sempre. Maior arremessador de 3 da história, ele forçou os demais times a se adaptarem ao estilo arrojado. O jovem time de Boston, de defesa sempre forte, pareceu que ia ser capaz de parar os Warriors após uma vitória de virada por 120 a 108 no jogo 1, em Oakland.

Mas na partida seguinte, ainda como mandante, os Warriors "aproveitaram o rebote". Guiados pelo técnico tetracampeão (e pentacampeão como jogador) Steve Kerr, o time venceu a segunda partida por 107 a 88. Em casa, o Boston se recuperou. Aí vieram os jogos 4, 5 e 6 para coroar os Warriors.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar