Participamos do

Em fim de semana histórico, Hamilton vence GP de São Paulo e reduz distância para Verstappen

Depois de largar em 10º, heptacampeão inglês faz corrida perfeita e chega em 1º; Com o resultado, o campeonato segue em aberto restando três etapas para o fim do calendário
15:52 | Nov. 14, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um fim de semana histórico para Lewis Hamilton e para Interlagos. Neste domingo, 14, o heptacampeão mundial mostrou o porquê de ser considerado, por muitos, o maior piloto que a Fórmula 1 já teve ao largar em décimo no GP de São Paulo e cruzar a linha de chegada na primeira colocação, desbancando seu principal rival pelo título de 2021, Max Verstappen, que teve de se contentar com a segunda colocação. Valtteri Bottas fechou o pódio.

No sábado, na Sprint Race, Hamilton já havia premiado o público que compareceu em Interlagos com um festival de ultrapassagens, largando na última colocação e terminando a mini corrida em quinto lugar após somente 24 voltas.

Com o resultado, o campeonato segue em aberto restando três etapas para o fim do calendário (Catar, Arábia Saudita e Emirados Árabes. Max Verstappen continua na liderança, mas sua diferença para Hamilton, que era de 21 pontos, agora caiu para 14.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A corrida

Logo na largada, Max Verstappen foi para cima de Valtteri Bottas e tomou a ponta no “s” do Senna. No fim da reta oposta, seu companheiro de equipe, Sergio Perez, também ultrapassou o finlandês da Mercedes. Enquanto isso, Lewis Hamilton, a exemplo da Sprint Race de sábado, ia colecionando ultrapassagens para, em pouco tempo, pular do décimo para o quarto lugar.

Atrás de Bottas, Hamilton não enfrentou resistência para tirar a terceira colocação de seu companheiro de equipe. Daí em diante o heptacampeão travou uma batalha com Sergio Perez pela vice-liderança, mas depois de algumas voltas se consolidou à frente do mexicano, passando a perseguir incessantemente Max Verstappen.

Não deixando a distância entre os dois carros ser menor que um segundo, Verstappen contou com uma boa estratégia de pit stop da Red Bull. Na primeira ida aos boxes, o holandês trocou de pneus primeiro que o seu rival pelo título, Lewis Hamilton. Mas, na segunda, ele parou antes, o que lhe deu uma boa vantagem para a reta final da corrida.

Mas, se tratando de Lewis Hamilton, nada é impossível. E o heptacampeão mundial mostrou realmente que nada estava definido. Encurtando a diferença para Verstappen gradativamente, o piloto da Mercedes chegou a ficar lado a lado com o seu rival na reta oposta, mas, ao tentar a ultrapassagem, ambos saíram da pista, e o holandês da Red Bull manteve a ponta.

No entanto, restando apenas 11 voltas para o fim da corrida, Hamilton, enfim, conseguiu tomar a primeira colocação de Max Verstappen. Na reta oposta, o piloto da Mercedes ultrapassou seu rival pelo título, levando a torcida em Interlagos à loucura.

A partir de então, a distância entre Hamilton e Max Verstappen só foi aumentando, e o triunfo passou a ser apenas questão de tempo. Mesmo com as punições pela troca do motor de combustão interna (ICE) e pela irregularidade na asa móvel do seu carro, o heptacampeão mundial escreveu um dos capítulos mais fantásticos de sua trajetória como piloto de Fórmula 1 neste fim de semana e acabou coroado com a merecida vitória no Brasil.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags