Participamos do

Conheça o wing foil, esporte aquático de vela que tem se destacado no litoral do Ceará

Praias como Jericoacoara e Preá tem atraído esportistas de velejo que desejam praticar o wing foil
08:59 | Ago. 20, 2021
Autor Mateus Moura
Foto do autor
Mateus Moura Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Sol, vento e boas ondas são algumas das características que tornam o litoral do Ceará um dos principais destinos para os praticantes de esportes aquáticos e de velejo. É comum praias como Jericoacoara e Preá terem seu mar tomado por velas, pipas e pranchas. Entre as modalidades tradicionais, como windsurf e kitesurf, surge uma nova sensação: o wing foil.

O wing foil é um esporte aquático recente entre as modalidades de vela, feito com a prancha de foil, de quilha comprida e fina — que quando em velocidade e com a inclinação adequada vai até a superfície da água e suspende a prancha — e uma asa inflável direcionada com as mãos, semelhante ao formato de uma asa delta. Com bons ventos, os equipamentos permitem ao praticante “voar” pelo mar.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

No Brasil, a modalidade vem ganhando destaque e um dos precursores no país foi Fernando Mizo. O paulista, que atualmente mora no Ceará e é praticante do esporte, explicou, durante sua participação no podcast “Surfin Sem Fim”, a sua relação com o mar e as características do wing foil.

"Eu cresci na beira da praia, brincando nos litorais de São Paulo. O surfe foi inevitável. Comecei a pegar onda desde cedo, aos nove anos de idade. Com o passar do tempo, eu fiquei um pouco entediado com o surfe. Onde eu morava, em Santos, eu não tinha uma onda excelente para se surfar de pranchinha. Foi quando eu conheci a prancha com foil. Eu não preciso mais de uma onda quebrando para poder surfar. Eu consigo surfar qualquer onda que passa. O que atraiu minha atenção foi a abrangência e possibilidades de se voar pelas águas. Ganhei o wing foil de um patrocinador e comecei a praticar. Me apaixonei pelo esporte. Você pode fazer tudo: surfar, fazer downwind (velejar a favor do vento) e freestyle, que são as manobras radicais."

Wing foil vira sensação no litoral do Ceará

A praia de Jericoacoara, a 300 km de Fortaleza, está entre os principais destinos dos praticantes de esportes náuticos e de velejo. Privilegiado com água morna e vento constante, fatores importantes para quem deseja velejar, o litoral cearense é um ótimo local para quem busca adrenalina e diversão.

Em Jeri, a pousada Vila Kalango, em parceria com a escola Tico Wind, criou o primeiro Water Sport Center do Norte e Nordeste. No lugar, é possível velejar, surfar, e aprender modalidades novas, como o wing foil.

Além de Jericoacoara, um outro ponto importante para os esportes de velejo é a praia do Preá. A pousada Rancho do Peixe também terá o seu espaço dedicado aos esportes náuticos e de vela. Os hóspedes poderão ter aulas com profissionais de alta performance como: Fernando Mizo, Eduardo Rato, Guilly Brandão, André Pena entre outros.

Para iniciar no wing foil não é necessário ser um velejador experiente, mas é preciso passar por um curso preparatório. "Para a pessoa iniciar, ela não precisa ser um velejador. A parte mais difícil é dominar a prancha com foil. É importante fazer um curso, ter as orientações corretas, os equipamentos de segurança e outras normas que precisam ser seguidas para ter sucesso no aprendizado”, explicou Fernando Mizo ao podcast “Surfin Sem Fim”.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags