Participamos do

Estadunidense Carl Nassib é primeiro jogador publicamente gay na NFL

Enquanto anunciava sua sexualidade, ele aproveitou para anunciar que irá doar 100 mil dólares (cerca de R$ 500 mil na cotação atual) para a Trevor Project, organização que auxilia jovens LGBTQIA+ dos Estados Unidos
23:08 | Jun. 21, 2021
Autor Mateus Brisa
Foto do autor
Mateus Brisa Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Jogador da National Football League (NFL) desde 2016, Carl Nassib revelou nesta segunda-feira, 21, que é gay, tornando-se o primeiro atleta abertamente homossexual a disputar a liga estadunidense. “Quero aproveitar um breve momento para dizer que eu sou gay. Eu venho querendo fazer isso há algum tempo e finalmente me sinto confortável para tirar isso do meu peito”, disse em publicação nas redes sociais.

Ele aproveitou para anunciar que irá doar 100 mil dólares (cerca de R$ 500 mil na cotação atual) para a Trevor Project, organização que auxilia jovens LGBTQIA+ estadunidenses. “Eu sou uma pessoa muito reservada, então não estou fazendo isso por atenção. Só penso que representatividade e visibilidade são muito importantes. Espero que um dia vídeos como esse não sejam mais necessários”, argumentou Carl, que tem 28 anos.

LEIA MAIS | Quando o esporte cava a trincheira de batalha para minorias

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Após a revelação, a NFL se pronunciou e destacou a importância da representatividade. “A família NFL está orgulhosa de Carl por corajosamente compartilhar sua verdade hoje. A representatividade é importante. Compartilhamos sua esperança de que, em breve, declarações como as dele não sejam mais dignas de nota, enquanto marchamos em direção à igualdade total para a comunidade LGBTQ +. Desejamos a Carl toda a sorte nesta temporada”, declarou Roger Goodell, comissário da NFL.

Cerca de 15 jogadores da NFL já afirmaram sua homossexualidade ou bissexualidade, mas apenas após saírem da associação, de acordo com o portal estadunidense Outsports. David Kopay foi o primeiro jogador profissional a publicamente assumir ser gay, em 1975, três anos depois de se aposentar. O segundo, em 1992, foi Roy Simmons, também após sua carreira chegar ao fim.

LEIA MAIS | Agora é lei: estabelecimentos no Ceará devem fixar placas contra LGBTfobia

Um caso diferente foi o de Michael Sam, que anunciou sua homossexualidade antes de ter sido escolhido para um campeonato em 2014. A equipe do Los Angeles Rams o removeu da disputa ainda durante os treinamentos. Os Dallas Cowboys assinaram contrato com Sam, mas ele nunca jogou na chamada temporada de jogos. O status de Sam foi visto como um barômetro para saber se a NFL estava pronta para aceitar um jogador abertamente gay.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags