PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Quem é Diego Carlos, zagueiro brasileiro do Sevilla que foi destaque do Campeonato Espanhol

Com multa rescisória de 75 milhões de euros, o defensor foi elogiado pelo técnico Pep Guardiola e interessaria a Manchester City, Liverpool e Bayern de Munique

18:52 | 21/07/2020
Temporada do brasileiro Diego Carlos é destaque nos jornais da Espanha (Foto: Sevilla / Divulgação)
Temporada do brasileiro Diego Carlos é destaque nos jornais da Espanha (Foto: Sevilla / Divulgação)

Presente na lista dos melhores do ano do jornal Marca, elogiado pelo técnico Pep Guardiola e desejado por Manchester City, Livepool e Bayern de Munique. Quem é o brasileiro com tanta moral na Espanha? Trata-se de Diego Carlos.

O zagueiro paulista do Sevilla foi apontado pelo técnico do Manchester City como o "defensor dos sonhos", segundo o jornal As. O setor defensivo do time inglês é citado pelo diário como o ponto fraco, já que sofreu 12 gols a mais que na temporada passada. A publicação cita, então, quatro possíveis reforços para a equipe: Gímenez (Atlético de Madrid), Aké (Bournemouth), Koulibaly (Napoli) e Diego Carlos (Sevilla).

O brasileiro tem 27 anos e é considerado uma das grandes revelações do Campeonato Espanhol. De acordo com o As, a multa rescisória com o Sevilla é de 75 milhões de euros. Além de Manchester City, Liverpool e Bayern de Munique estariam interessados no zagueiro.

Diego Carlos também aparece na seleção do jornal Marca, que conta com mais dois brasileiros mais conhecidos do público nacional: o zagueiro Felipe, do Atlético de Madrid, e o volante Casemiro, campeão pelo Real Madrid. Esta foi a primeira temporada de Diego Carlos na Espanha. O brasileiro fez dois gols e disputou 35 partidas, sendo titular em todas. 

O zagueiro chegou ao Sevilla depois de três boas temporadas defendendo o Nantes. Foram 108 partidas pela equipe francesa e 4 gols marcados. O jogador é cria da base do Desportivo Brasil, da cidade de Porto Feliz, região metropolitana de Sao Paulo. Depois o jogador defendeu o São Paulo e também passou pelo Paulista de Jundiaí, Madureira (RJ) e Estoril (Portugal), antes de atuar na França.