PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Sindicatos italiano e espanhol pedem adiamento de jogos de futebol por causa do coronavírus

A Itália é o país do Velho Continente que possui o maior número de infectados com a doença, são 9 mil casos e 463 mortes, até a publicação desta matéria

16:19 | 11/03/2020
Campeonato Italiano deve ser suspenso até 3 de abril por conta do coronavírus
Campeonato Italiano deve ser suspenso até 3 de abril por conta do coronavírus (Foto: Vincenzo PINTO / AFP)

Os sindicatos italiano e espanhol de jogadores profissionais de futebol enviaram à Uefa um comunicado conjunto nesta terça-feira, solicitando o adiamento de jogos entre equipes dos dois países, devido à disseminação do coronavírus.

“A Associação de Futebolistas Italianos (AIC) e a Associação de Futebolistas Espanhóis (AFE), diante da gravíssima situação que afeta toda a sociedade em geral, e especialmente a de ambos os países, desejam declarar conjuntamente o seguinte”, começou o comunicado, no qual são enunciados sete pontos.

“As viagens entre Itália e Espanha e vice-versa, nas próximas semanas, serão previsivelmente ainda mais perigosas e complicadas. Portanto, o risco envolvido em disputar partidas na Itália e na Espanha é mais do que evidente, elas seriam disputadas em condições de emergência nacional por parte dos dois países”, diz ele no quinto ponto.

“A AIC e a AFE, em conjunto, pedem à Uefa que os jogos entre equipes italianas e espanholas sejam suspensos para que sejam disputados no futuro em condições de maior segurança e menos emergência nacional nos dois países”, continua o comunicado, no sexto.

Os sindicatos lembram que três partidas entre equipes italianas e espanholas estão marcadas para esta semana. Nesta terça-feira, o Atalanta venceu o Valencia por 4 a 3 para se classificar para as quartas de final da Liga dos Campeões, enquanto na quinta-feira os duelos Inter-Getafe e Sevilla-Roma são aguardados pela Liga Europa.

E na próxima semana está previsto, pela Liga dos Campeões, o confronto entre Barcelona e Napoli.

A Espanha tem mais de 1.600 casos de coronavírus e 36 mortos. Madri proibiu entre 11 e 25 de março todos os “voos diretos entre qualquer aeroporto localizado na Itália e qualquer aeroporto localizado na Espanha”.

A Itália é o segundo país no mundo mais afetado pela epidemia, atrás da China, origem do COVID-19, com 463 mortes e mais de 9.000 casos, segundo o último balanço.

Veja vídeo: