PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Uefa anuncia banimento do Manchester City de competições europeias por dois anos

Apesar da punição, Citizens ainda podem recorrer da decisão através da Corte Arbitral do Esporte (CAS)

Victor Hugo Pinheiro
16:39 | 14/02/2020
Manchester City está banido das competições europeias
Manchester City está banido das competições europeias (Foto: AFP)

O Manchester City foi banido por dois anos da disputa de competições europeias pela Uefa, nesta sexta-feira, 14. A entidade máxima do futebol europeu divulgou um comunicado afirmando que o Organismo de Controle Financeiro (CFCB) tomou a decisão de banir o clube inglês. Além da suspensão, os Citizens foram multados em 30 milhões de euros (R$ 140 milhões. Apesar da decisão, o clube ainda pode recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS).

A punição do Manchester City aconteceu em virtude do clube ser considerado culpado por ter inflacionado os valores de seus patrocínios, entre os anos de 2012 e 2016. A Uefa acabou tendo acesso as irregularidades depois que a revista alemã “Der Spiegel” vazou os documentos.

Após o anúncio da punição, o clube inglês afirmou que irá recorrer do processo e disse “estar decepcionado”.

Leia o comunicado divulgado pelo Manchester City:

O clube sempre salientou a necessidade de ser encontrado um órgão independente que pudesse considerar de forma imparcial as evidências irrefutáveis que dão razão ao Manchester City em seu posicionamento.

Em dezembro de 2018, o chefe de investigação da Uefa previu de maneira pública o resultado do julgamento e as sanções que ele queria aplicar sobre o Manchester City, antes mesmo que as investigações fossem iniciadas.

O processo seguinte, constantemente vazado e com diversas falhas, que ele supervisionou mostrou que havia poucas dúvidas no resultado final.

O clube reclamou formalmente com o Comitê Disciplinar da Uefa, em uma reclamação que foi referendada pela Corte Arbitral do Esporte.

De maneira simples, esse foi um caso iniciado pela Uefa, processado pela Uefa e julgado pela Uefa.

Agora, com o fim desse processo prejudicial, o clube irá buscar um julgamento imparcial o mais rápido possível e, por conta disso, irá buscar o início de um procedimento de recurso na Corte Arbitral do Esporte assim que possível.

Na Premier League, o Manchester City está na segunda posição, com 51 pontos, o que garantiria classificação para a próxima Liga dos Campeões. Porém, com a punição, abre a possibilidade do quinto colocado garantir participação na edição 2020/21 da principal competição europeia.

Veja vídeo: