PUBLICIDADE
Esportes

Em alta, Cruzeiro recebe Vasco com ambiente conturbado

Se de um lado o momento é bom, com seguidos bons resultados e a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, do outro a crise é séria e envolve turbulências políticas, mau desempenho em campo e pressão da torcida. É nesse cenário que Cruzeiro e Vasco se enfrentam nesta quarta-feira, no Mineirão, às 21h45 (de Brasília), pela 10ª [?]

20:15 | 05/06/2018

Se de um lado o momento é bom, com seguidos bons resultados e a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, do outro a crise é séria e envolve turbulências políticas, mau desempenho em campo e pressão da torcida. É nesse cenário que Cruzeiro e Vasco se enfrentam nesta quarta-feira, no Mineirão, às 21h45 (de Brasília), pela 10ª rodada da competição nacional.

Mano Menezes terá desfalques para escalar o time diante dos cariocas. O treinador já confirmou que Lucas Silva não reúne condições de atuar e Sassá, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, também não atua. Retorno confirmado é o de Henrique, afastado dos últimos jogos. Para vaga do atacante, o substituto será Raniel. O jovem jogador analisou o duelo contra o Vasco e sabe que o clube chega com força em Belo Horizonte.

?Momento deles não é bom, momento difícil, conturbado, mas quando se está dentro de campo é 11 contra 11, não importa o que está acontecendo nos bastidores. Temos que enfrentá-los como enfrentamos todos os outros. Temos que ter atenção a todo o momento porque o Vasco é um time grande, é um time que tem tradição. Não podemos dar mole. Precisamos ser o Cruzeiro que estamos demonstrando ser, guerreiro e vitorioso?, salientou.

A Raposa tem 16 pontos, está na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, mas empate em tentos com Grêmio e São Paulo, terceiro e quarto colocados, respectivamente.

Curiosamente, o mau momento do Vasco começou a se agravar justamente após uma goleada por 4 a 0 sofrida para a própria Raposa, resultado que custou a eliminação precoce na fase de grupos da Copa Libertadores. De lá para cá o clube foi decaindo. No fim de semana, o time perdeu por 2 a 1 o clássico para o Botafogo e viu o técnico Zé Ricardo pedir demissão. Valdir Bigode assume interinamente uma equipe estacionada nos 11 pontos e flertando com a zona de rebaixamento.

?Saímos frustrados contra o Botafogo, pois poderíamos ter conquistado um resultado melhor, pelo que apresentamos no segundo tempo. Mas temos que levantar a cabeça e buscar a recuperação contra o Cruzeiro?, disse o zagueiro Ricardo, que teve o discurso corroborado pelo companheiro.

?O jogo contra o Cruzeiro não vai ser fácil, mas chegamos a um momento em que precisamos voltar a pontuar para não termos problemas mais na frente. É uma oportunidade de reagirmos?, completou o lateral-esquerdo Ramon.

Em termos de escalação, Valdir terá o retorno do lateral-direito Rafael Galhardo, recuperado de entorse no tornozelo direito, e do meia Thiago Galhardo, livre de dores na coxa direita. Eles ocuparão as vagas, respectivamente, de Luiz Gustavo e de Giovanni Augusto. Apesar de Henrique voltar de suspensão, Ramon, que entrou bem no lugar de Fabrício, permanece na lateral esquerda.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO-MG X VASCO-RJ

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: 6 de junho de 2018 (Quarta-feira)

Horário: 21h45(de Brasília)

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)

Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Fábio Rogério Baesteiro (SP)

CRUZEIRO: Fábio, Edilson, Dedé, Leo, Egídio, Henrique, Lucas Romero, Thiago Neves, Rafael Sóbis, Bruno Silva, Raniel.

Técnico: Mano Menezes

VASCO: Fernando Miguel, Rafael Galhardo, Frikson Erazo, Ricardo Graça e Ramon; Leandro Desábato, Andrey, Yago Pikachu, Wégner e Thiago Galhardo; Andrés Rios

Técnico: Zé Ricardo

Gazeta Esportiva

TAGS