PUBLICIDADE
Esportes

Precisando pontuar, Vasco visita Racing para sobreviver na Liberta

O Vasco visita o Racing nesta quinta-feira, às 19h15 (no horário de Brasília), no Estádio Presidente Perón, em Avellaneda, na Argentina, pela terceira rodada do Grupo E da Copa Libertadores. O time da Colina soma apenas um ponto, ao lado do Cruzeiro, que ainda nesta quinta vai a Santiago encarar a Universidad de Chile, e [?]

20:15 | 18/04/2018

O Vasco visita o Racing nesta quinta-feira, às 19h15 (no horário de Brasília), no Estádio Presidente Perón, em Avellaneda, na Argentina, pela terceira rodada do Grupo E da Copa Libertadores. O time da Colina soma apenas um ponto, ao lado do Cruzeiro, que ainda nesta quinta vai a Santiago encarar a Universidad de Chile, e chega pressionado pela necessidade de conquistar um bom resultado. Os argentinos e os chilenos dividem a liderança com quatro pontos.

Zé Ricardo, técnico do Vasco, sabe que sua equipe precisa muito do resultado positivo. Porém, ele e seus jogadores reconhecem que, para tal, precisarão fazer um grande jogo.

?Nossa equipe tem consciência de que precisa ganhar e ter uma bela atuação, pois o Racing conta com muita qualidade em seu elenco e é muito forte jogando em casa. Conta com um elenco experiente e precisaremos passar por cima disso também. Estamos num momento muito bom e isso também pode pesar para que a gente volte ao Brasil com os três pontos, que são muito importantes?, analisou o zagueiro Paulão.

Uma forte pressão por parte dos argentinos também é esperada.

?Nós sabemos que o jogo lá é sempre muito complicado, pois a pressão é muito grande. Observamos o que aconteceu com o Cruzeiro lá e por isso mesmo o nosso sinal de alerta está muito ligado. É um jogo muito importante e estratégico dentro da nossa realidade nesta Copa Libertadores. Temos que somar mais pontos fora de casa e por isso mesmo o pensamento é de ganhar, mesmo com o quadro sendo desfavorável por conta da pressão?, disse o lateral Yago Pikachu.

Para este compromisso Zé Ricardo deve promover apenas uma mudança em relação ao time que derrotou o Atlético-MG por 2 a 1 no fim de semana, pela estreia no Campeonato Brasileiro. O zagueiro equatoriano Frickson Erazo, que não pôde jogar por ter vínculo com o clube mineiro, retorna na vaga de Werley.

Pelo lado do Racing, o técnico Eduardo Coudet conseguiu colocar na cabeça dos jogadores a necessidade de se impor como mandante.

?Precisamos partir para cima e nos impor dentro de casa, onde somos mais fortes e temos o apoio de nossa torcida. A minha expectativa é um grande jogo do Racing, pois estamos nos preparando bem para isso?, disse o meia-atacante Ricardo Centurión, que já vestiu a camisa do São Paulo.

O Racing tem um desfalque importante para este compromisso. O meia Neri Cardozo, com estiramento muscular na coxa direita, fica de fora e sua vaga será preenchida por Augusto Solari. Outro que fica de fora é o meia Diego González, suspenso. Sua vaga será preenchida por Matías Zaracho.

Pelo regulamento da Copa Libertadores, as equipes se enfrentam dentro de seus respectivos grupos em turno e returno e ao fim os dois melhores colocados se classificam. O terceiro colocado, como prêmio de consolação, segue para a Copa Sul-Americana.

FICHA TÉCNICA

RACING-ARG X VASCO-BRA

Local: Estádio Presidente Perón, em Avellaneda (Argentina)

Data: 19 de abril de 2018 (Quinta-feira)

Horário: 19h15(de Brasília)

Árbitro: Ulises Mereles (Paraguai)

Assistentes: Milciades Saldivar (Paraguai) e Roberto Cañete (Paraguai)

RACING: Juan Musso, Renzo Saravia, Alejandro Donatti, Leonardo Sigali e Gonzalo Piovi; Nery Domínguez, Matías Zaracho, Augusto Solari, Ricardo Centurión e Lisandro López; Lautaro Martínez

Técnico: Eduardo Coudet

VASCO: Martín Silva, Rafael Galhardo, Paulão, Frickson Erazo e Henrique; Leandro Desábato, Wellington, Evander, Yago Pikachu e Wágner; Duvier Riascos

Técnico: Zé Ricardo

Gazeta Esportiva

TAGS