PUBLICIDADE
São Paulo FC
Noticia

Eliminação e técnico pressionado: cenário no São Paulo se repete antes de duelo com o Coxa

Tricolor vive momento de turbulência após eliminação da Copa do Brasil e goleada para o Internacional, que custou a liderança do Brasileirão

17:28 | 23/01/2021
Fortaleza - Ce, Brasil, 25-11-2020: Fernando Diniz, técnico do São Paulo. Partida entre Ceará e São Paulo pelo Campeonato Brasileiro Série A no estádio Castelão. Placar Final 1 x 1 (Léo Chu - 47' e Diego Costa 11'). Realizada sem a presença de público em decorrência à Pandemia de Corona Virus (COVID-19). (Foto: Júlio Caesar/ O Povo) (Foto: JÚLIO CAESAR)
Fortaleza - Ce, Brasil, 25-11-2020: Fernando Diniz, técnico do São Paulo. Partida entre Ceará e São Paulo pelo Campeonato Brasileiro Série A no estádio Castelão. Placar Final 1 x 1 (Léo Chu - 47' e Diego Costa 11'). Realizada sem a presença de público em decorrência à Pandemia de Corona Virus (COVID-19). (Foto: Júlio Caesar/ O Povo) (Foto: JÚLIO CAESAR)

O São Paulo enfrentará o Coritiba neste sábado, às 19h (de Brasília), no estádio do Morumbi, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. E o cenário no Tricolor antes da partida contra o Coxa é bem parecido com o do confronto do primeiro turno, quando Daniel Alves e companhia também vinham de eliminação, e Fernando Diniz estava extremamente pressionado.

Fora da Copa do Brasil, caindo na semifinal, para o Grêmio, e sofrendo duas goleadas nas duas últimas semanas, pelo Campeonato Brasileiro, o São Paulo precisa mais do que nunca vencer o frágil Coritiba neste sábado, em casa, para amenizar o ambiente no Morumbi. Nesta sexta-feira, um grupo de torcedores organizados, inclusive, protestou na porta do CT da Barra Funda.

No primeiro turno, a situação era bem semelhante. O Tricolor havia acabado de ser eliminado na fase de grupos da Libertadores após perder para o River Plate, por 2 a 1, na Argentina, e tinha de reagir no Brasileirão. Mas, em Curitiba, o Coxa não facilitou a vida de Daniel Alves e companhia, saiu na frente com um belo gol de falta de Robson, mas acabou tomando o empate em cobrança de pênalti de Reinaldo.

O 1 a 1 contra o Coritiba não repercutiu bem na imprensa, e o São Paulo chegou ainda mais pressionado para o confronto seguinte, contra o Atlético-GO, no Morumbi. A partida era vista por muitos como uma verdadeira decisão para Fernando Diniz e também para o diretor-executivo Raí, que eram dados praticamente fora do clube, mas a convincente vitória por 3 a 0 botou panos quentes na situação. Daí em diante o Tricolor alçou voos mais altos e chegou à liderança do Campeonato Brasileiro.

Se baseando em um passado não tão distante, o elenco tem motivos para acreditar em uma nova retomada e no título brasileiro, outrora tão próximo, mas que agora parece cada vez mais improvável. O desempenho apresentando nos últimos jogos não credibiliza o São Paulo como um dos favoritos ao título, mas, por tudo o que o time já mostrou na atual temporada e pelas voltas por cimas dadas desde que Fernando Diniz assumiu o comando, a torcida pode manter o otimismo.