Tímido nas câmeras e querido no grupo: Reinaldo completa 150 jogos no São PauloSão Paulo Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Tímido nas câmeras e querido no grupo: Reinaldo completa 150 jogos no São Paulo

Titular absoluto, elogiado por sua versatilidade, querido no grupo e uma das referências técnicas do elenco. Apesar de atualmente possuir muitas referências, Reinaldo nem sempre foi toda essa unanimidade, nem mesmo no próprio São Paulo. Um dia contestado e perseguido pela torcida, o lateral-esquerdo deu a volta por cima, transformou as críticas em aplausos e [?]

09:15 | 03/11/2018

Titular absoluto, elogiado por sua versatilidade, querido no grupo e uma das referências técnicas do elenco. Apesar de atualmente possuir muitas referências, Reinaldo nem sempre foi toda essa unanimidade, nem mesmo no próprio São Paulo. Um dia contestado e perseguido pela torcida, o lateral-esquerdo deu a volta por cima, transformou as críticas em aplausos e chegou ao ponto de estar prestes a bater uma marca expressiva pelo clube do Morumbi.

Neste domingo, contra o Flamengo, no Morumbi, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, Reinaldo alcançará a marca de 150 jogos com a camisa do São Paulo, se tornando o segundo jogador com mais jogos no clube ainda presente no elenco, atrás apenas de Rodrigo Caio. E prestes a completar o feito, o polivalente camisa 14, que deve atuar mais avançado contra o Rubro-Negro, contou um resumo do que significa chegar a uma quantidade tão grande de partidas.

?Esta marca representa muito pra mim, é algo muito importante, porque desde pequeno tinha o sonho de jogar em um clube como o São Paulo. Não foi fácil atingir esta marca, e por isso agradeço a confiança de todos os treinadores neste período. Pode ter certeza que não vou guardar para sempre cada jogo, cada momento, sempre no meu coração?, disse Reinaldo em entrevista à Gazeta Esportiva.

?Estou em um momento especial da minha carreira. A torcida me abraçou nesta volta ao clube, e espero comemorar isso com um resultado positivo já neste domingo mas, acima de tudo, com títulos e conquistas. Estou ciente de que a torcida confia em mim, assim como o Aguirre e meus companheiros, então espero corresponder independente da função em que eu atue, seja na minha de origem ou jogando mais adiantado. O que eu quero é ajudar?, ressaltou.

E se Reinaldo é uma certeza na escalação do São Paulo para medir forças com o Flamengo, não foi assim durante toda a semana. Ausente de três treinos por conta de uma forte gripe, o lateral teve a concretização de sua marca em risco. Porém, depois de trabalhar normal com o restante do grupo na quinta-feira e na sexta, sua presença, inclusive entre os titulares, é dada como certa, apesar do mistério quanto a função.

?Estou recuperado. Comecei a semana gripado, mas estou melhor. Tenho feito algumas atividades especificas para aprimorar a forma física e tenho certeza de que chegarei bem para o jogo no domingo. Será um jogo difícil, um clássico nacional, mas precisamos dos três pontos. Temos que impor o nosso ritmo de jogo para buscar a vitória?, comentou ao canal oficial do clube do Morumbi.

Para a partida deste domingo, o São Paulo terá uma série de desfalques e Diego Aguirre terá de quebrar a cabeça para montar o time. Sem Jean e Hudson, suspensos, a tendência é de que Sidão e Jucilei herdem suas vagas na equipe titular. Já no lugar de Everton, que tem seu retorno esperado contra o Corinthians, Reinaldo deve atuar mais à frente, com Edimar na lateral. Por fim, a dúvida fica em relação ao substituto de Rojas, que pode ser Tréllez ou Liziero.

Contratado pelo São Paulo em 2013 junto ao Sport, Reinaldo teve uma passagem ininterrupta pelo clube por três temporadas antes de ser emprestado à Ponte Preta (2016) e a Chapecoense (2017). Neste ano, voltou ao clube para se firmar como titular e já disputou 42 partidas na temporada. Mesmo assim, com uma longa trajetória pelos lados do Morumbi, o jogador não esquece seu primeiro passo e seu jogo mais marcante, ambos contra o Corinthians.

?A minha estreia foi em 2013, contra o Corinthians (0 x 0), no Pacaembu. E a partida mais marcante foi a vitória contra o Corinthians (3 x 1) no clássico deste ano, no Morumbi, pelos gols que marquei. São dois jogos especiais. E que venham mais 150 jogos pelo São Paulo. Meu grande desejo é conquistar títulos pelo clube, e vou lutar por isso?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS