PUBLICIDADE
Esportes

Aguirre vê saídas como naturais e comenta evolução de Diego Souza

Até o dia 31 de agosto, a janela de transferências permanece aberta. Esse é um momento complicado para a maioria dos clubes, que acaba sofrendo com perdas importantes. O São Paulo é um deles, que além de ter jogadores já negociados, ainda vê a possibilidade da saída de Éder Militão. Em entrevista à TV Gazeta, [?]

08:15 | 25/07/2018

Até o dia 31 de agosto, a janela de transferências permanece aberta. Esse é um momento complicado para a maioria dos clubes, que acaba sofrendo com perdas importantes. O São Paulo é um deles, que além de ter jogadores já negociados, ainda vê a possibilidade da saída de Éder Militão.

Em entrevista à TV Gazeta, o técnico Diego Aguirre disse encarar esse fato como algo natural: ?Quando assinamos contrato com o São Paulo sabíamos que era uma possibilidade da janela depois da Copa? Já perdemos jogadores importantes, como Marcos Guilherme, Cueva, Valdívia? Isso aconteceu e encaramos como algo natural?.

Sobre o lateral, especificamente, o comandante foi direto: ?Não sei o que vai acontecer com o Militão. Quando estiver aqui, vai treinar e vai jogar. Quando não estiver??, explicou, dizendo que a mesma resposta vale para o caso de Rodrigo Caio.

Para suprir as ausências, o treinador uruguaio destacou a importância de jogadores experientes no elenco, em especial Diego Souza e Nenê. ?São jogadores com muita experiência. Além do que apresentam em campo, são diferentes no vestiário, na hora que acontece alguma coisa. Tentam ajudar nos treinos e têm uma liderança?, pontuou.

Diego Souza, particularmente, é um caso que traz muita felicidade para Aguirre. O técnico conta que quando ele chegou, o jogador não vivia bom momento e estava no banco de reservas. Ele e a comissão técnica conversaram com Diego e com o tempo, ele recuperou o bom futebol e se tornou peça importante no grupo.

?Quando cheguei aqui, Diego estava na reserva, não entendi muito o que acontecia. Muita coisa não funcionava. Quando o time não está bem, sem motivação? Só falei (para o Diego), que lhe daria confiança. Passaram dois meses e meio dessa conversa e a experiência que tenho com esse jogador é extraordinária. Ajudamos Diego a extrair o melhor nível futebolístico e fico muito feliz com isso. É um dos jogadores mais importantes que temos hoje. Fico feliz de ter tido essa experiência de ajudar ele?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS