PUBLICIDADE
Santos
Noticia

Com "lei do ex" e gol contra, Santos vence Athletico-PR na Vila Belmiro

Com gols de Marcos Guilherme, ex-rubro-negro, e Zé Ivaldo, contra, Peixe bate Furacão por 2 a 1 e sobe na classificação do Brasileirão

21:55 | 06/07/2021
Atacante Marcos Guilherme comemora gol no jogo Santos x Athletico-PR, na Vila Belmiro, pela Série A (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Atacante Marcos Guilherme comemora gol no jogo Santos x Athletico-PR, na Vila Belmiro, pela Série A (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

O Santos venceu o Athletico-PR por 2 a 1 na noite desta terça-feira, na Vila Belmiro, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram de Marcos Guilherme, com assistência de Madson (dois ex-CAP), e Zé Ivaldo (contra). Fernando Canesin marcou para o Furacão.

Dirigido pelo auxiliar Eduardo Zuma por causa da suspensão de Fernando Diniz, o Peixe saiu na frente e levou o empate no último lance do primeiro tempo. Na etapa final, a vantagem foi recuperada rapidamente e o Alvinegro soube administrar o jogo para sair com os três pontos.

Com a vitória, o Santos sobe para o sexto lugar e volta ao G-6, com 15 pontos. O Athletico, até então vice-líder, pode ser ultrapassado por Palmeiras e Atlético Mineiro. O Peixe voltará a campo para enfrentar o Palmeiras no sábado, no Allianz Parque. No mesmo dia, o Furacão receberá o Bragantino.

O jogo

O Santos começou pior a partida, mas se encontrou após os 10 minutos iniciais e criou as principais chances no primeiro tempo. Gabriel Pirani e Marcos Guilherme pararam em grandes defesas do goleiro Santos, mas aos 30 minutos o Athletico não conseguiu mais resistir na Vila Belmiro.

Marinho bateu de longe, Santos espalmou, Madson acreditou e cruzou para Marcos Guilherme só empurrar na pequena área. 1 a 0 merecido para o Peixe. Assistência e gol de dois ex-CAP e Lei do Ex na Vila.

O Santos parecia à vontade em campo, mas uma desconcentração nos instantes finais custou caro. Marinho levou uma entrada de Zé Ivaldo, precisou de atendimento médico e, enquanto o Peixe esteve com um a menos, o Athletico empatou. Madson saiu para marcar Abner, Luiz Felipe não conseguiu cobrir Vitinho e Fernando Canesin se antecipou a Jean Mota no primeiro pau para superar João Paulo. 1 a 1.

O Santos recuperou a vantagem logo cedo: melhor em campo, Gabriel Pirani fez boa jogada individual e bateu cruzado antes de Zé Ivaldo desviar para a própria rede. Gol contra do Athletico e 2 a 1 no placar.

À frente, o Peixe mudou um pouco a estratégia e chamou o Athletico para sua defesa em busca do contra-ataque. O técnico António Oliveira colocou os titulares Nikão e Terans em campo, mas não adiantou.

Nos minutos finais, o Santos soube administrar o resultado e conseguiu mais uma vitória em casa no Campeonato Brasileiro. O Peixe ainda teve um pênalti marcado nos acréscimos, mas anulado após checagem do VAR. No último lance, Vitinho isolou na pequena área.