Desempenho ruim de atacantes do Santos reforçam urgência no setorSantos Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Desempenho ruim de atacantes do Santos reforçam urgência no setor

Se tem uma posição em que o Santos mais precisa para 2019 é o ataque. Com a saída de Gabigol, abre-se uma lacuna em função do baixo desempenho dos atacantes do Peixe neste ano. Só Gabriel Barbosa fez 27 gols na última temporada. Se somarmos Arthur Gomes, Eduardo Sasha, Rodrygo, Yuri Alberto, Bruno Henrique, Derlis [?]

07:15 | 25/12/2018

Se tem uma posição em que o Santos mais precisa para 2019 é o ataque. Com a saída de Gabigol, abre-se uma lacuna em função do baixo desempenho dos atacantes do Peixe neste ano.

Só Gabriel Barbosa fez 27 gols na última temporada. Se somarmos Arthur Gomes, Eduardo Sasha, Rodrygo, Yuri Alberto, Bruno Henrique, Derlis González, Copete e Felippe Cardoso todos somam 30, apenas três a mais em comparação com o artilheiro, que já deixou a Vila Belmiro, e retornou à Internazionale.

Rodrygo e Sasha podem ser quem mais dão esperança, caso nenhum nome de peso chegue. O garoto de 17 anos viveu grandes momentos durante o ano, teve uma queda, mas terminou com 12 gols marcados. Já o ex-atacante do Internacional, balançou as redes sete vezes, teve um excelente início, mas caiu muito de produção ao longo de 2018 e, ao mesmo tempo em que desperta ânimo, terá que lidar com a desconfiança do torcedor santista.

Pelo 2017 quase impecável, Bruno Henrique também pode ser um dos grandes nomes no setor ofensivo. A lesão no olho no início deste ano, prejudicou o camisa 11. Com um novo treinador e zerado, o atacante têm chances de recuperar o bom futebol.

Já Arthur Gomes, Yuri Alberto e Copete fizeram um ano fraco, e não são esperanças para o Santos em 2019. Sobram apenas Derlis González e Felippe Cardoso, este último chegou na reta final e balançou as redes uma vez. Entretanto, precisa ser mais testado.

Sem grandes nomes, o Santos precisará ir ao mercado para reforçar a posição de camisa 9, que será fundamental em uma temporada longa, e com um treinador que acaba de chegar e pouco conhece da realidade do futebol posição.

Gazeta Esportiva

TAGS