Presidente do Santos diz que demissão de advogado não tem a ver com SánchezSantos Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Presidente do Santos diz que demissão de advogado não tem a ver com Sánchez

O presidente do Santos, José Carlos Peres, diz que a demissão de Felipe Nobrega, advogado e um dos responsáveis pelo registro de jogadores, não tem a ver com a escalação irregular de Carlos Sánchez. O mandatário alega reforma no departamento jurídico e lembra que, em 2017, o Peixe esqueceu de inscrever os atletas na Libertadores [?]

15:45 | 30/08/2018

O presidente do Santos, José Carlos Peres, diz que a demissão de Felipe Nobrega, advogado e um dos responsáveis pelo registro de jogadores, não tem a ver com a escalação irregular de Carlos Sánchez.

O mandatário alega reforma no departamento jurídico e lembra que, em 2017, o Peixe esqueceu de inscrever os atletas na Libertadores da América e quase ficou sem disputá-la. À época, a gestão do ex-presidente Modesto Roma viu o gerente Sergio Dimas como culpado e o demitiu. Curiosamente, Peres trouxe o profissional de volta neste ano.

?Está havendo uma confusão. Tínhamos feito demissão de outro na sexta, estamos fazendo uma reforma e chegou a vez dele. Quiseram ligar uma coisa na outra. Se basearam no sistema Comet e não teria motivo para mandar embora. Não foi por justa causa, é uma arrumada no clube. Demissões todos os dias ou quase sempre para transformarmos o clube no tamanho que tem que ter, não muito maior hoje?, disse o presidente, em evento na Federação Paulista de Futebol.

?Na última gestão, com esse mesmo departamento, não criado por mim, tivemos um esquecimento da inscrição do Santos na Libertadores. Foi ano passado e por pouco não ficamos fora por erro administrativo. Clube está se profissionalizando?, completou.

Enquanto diz, publicamente, que não errou ao escalar Sánchez na Libertadores, o Santos iniciou uma sindicância interna para definir possíveis culpados. Felipe Nobrega estava há 11 anos no Peixe. Muitos acreditam que ele foi usado como ?boi de piranha?.

?Fui surpreendido com uma chamada do RH para informar minha demissão, sem que eu tenha sido informado pelos meus superiores. Me desenvolvi profissionalmente dentro do Santos, tenho amor incondicional pelo clube, mas a forma que está sendo dado esse desfecho para mim, por essa exposição que não partiu do clube, me deixa muito chateado?, disse o advogado, à Folha. 

 

Gazeta Esportiva

TAGS