Presidente do Santos aposta em nova liminar contra impeachmentSantos Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Presidente do Santos aposta em nova liminar contra impeachment

O presidente do Santos, José Carlos Peres, aposta em nova liminar para atrasar o processo de impeachment no clube. Há a alegação de falta de tempo hábil para apresentação da defesa. A votação está marcada para o dia 10 de setembro e seria aprovada com o ?sim? de 2/3 dos conselheiros presentes. O vice-presidente Orlando [?]

08:15 | 31/08/2018

O presidente do Santos, José Carlos Peres, aposta em nova liminar para atrasar o processo de impeachment no clube. Há a alegação de falta de tempo hábil para apresentação da defesa. A votação está marcada para o dia 10 de setembro e seria aprovada com o ?sim? de 2/3 dos conselheiros presentes. O vice-presidente Orlando Rollo assumiria.

Na última sexta-feira, a Justiça derrubou a medida provisória acionada pelo mandatário. Com isso, a Comissão de Inquérito e Sindicância (CIS) deu prosseguimento aos pedidos de impedimento de dois conselheiros: Alexandre Santos e Silva e Esmeraldo Tarquínio Neto. Ambos apontam ferimento do Estatuto Social.

Enquanto Peres tenta ganhar tempo, a CIS confia no advogado Vicente Cascione, reconhecido na Baixada Santista. A comissão entende que, com um profissional próprio, o presidente terá dificuldade para barrar o processo.

Em reunião na noite desta quinta-feira, na Vila Belmiro, diversos conselheiros pediram para José Carlos Peres renunciar. O presidente não justificou a ausência no encontro. O vice-presidente Orlando Rollo e Estevam Juhas e Pedro Doria, do Comitê de Gestão, estiveram presentes.

Peres mostrou falta de apoio ao ver os seus indicados ao comitê reprovados. Por ampla maioria, o Conselho não deixou Anilton Luiz Perão, José Bruno Carbone e Matheus Del Corso Rodrigues serem empossados. Eles ficaram constrangidos em frente ao plenário.

O trio substituiria Andres Rueda, Hanie Issa e Urubatan Helou, que se desligaram do colegiado entre julho e agosto. Andres e Urubatan alegaram diferenças políticas com Peres. Hanie não explicou suas motivações.

Novas saídas podem ocorrer no CG, mas, por enquanto, o grupo é formado pelo presidente José Carlos Peres, o vice-presidente Orlando Rollo, Pedro Doria, Fabio Gaia, José Carlos de Oliveira e Estevam Juhas.

 

Gazeta Esportiva

TAGS