?Por honra?, Santos promete ir até o fim contra ConmebolSantos Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


?Por honra?, Santos promete ir até o fim contra Conmebol

O Santos não venceu o Independiente no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores da América, no Pacaembu, mas mesmo assim promete recorrer da punição aplicada na ida ? 3 a 0 em Avellaneda, na Argentina, pela escalação irregular de Carlos Sánchez. As duas partidas, em campo, terminaram em 0 a 0. O [?]

06:15 | 29/08/2018

O Santos não venceu o Independiente no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores da América, no Pacaembu, mas mesmo assim promete recorrer da punição aplicada na ida ? 3 a 0 em Avellaneda, na Argentina, pela escalação irregular de Carlos Sánchez.

As duas partidas, em campo, terminaram em 0 a 0. O Peixe quer validar os resultados, sem interferência externa, para ainda buscar vaga na Libertadores. Neste momento, o alvinegro está eliminado.

?O Santos vai recorrer e ir até o fim contra a punição. O que aconteceu hoje (conflitos entre torcida e polícia, com bombas e tentativas de invasão ao gramado) é culpa da Conmebol?, disse o vice-presidente Orlando Rollo, depois do jogo no Pacaembu.

O Santos pode recorrer na Conmebol e na FIFA, em várias instâncias, como o Tribunal Arbitral do Esporte ou até a justiça comum. Se obter o sucesso improvável, o Peixe pode cobrar uma solução inédita na confederação: um terceiro jogo ou apenas a disputa de pênaltis.

Internamente, porém, o alvinegro vê chance quase zero de obter alguma mudança no resultado e quer só provar que tinha razão ao escalar Carlos Sánchez. A Conmebol poderia pagar uma multa em dinheiro, sem mexer nos classificados.

?Eu não tenho a menor dúvida (sobre a reversão na Justiça). Vamos direto para o CAS [Corte Arbitral do Esporte], Fifa? lá já tem três processos contra a Conmebol, agora mais um. Vamos parar a competição, se for o caso. A competição está desmoralizada, o clube que cometeu o mesmo erro (River Plate), depois de sete partidas, foi liberado, e o Santos não é liberado? ?, disse o presidente José Carlos Peres, antes da segunda partida contra o Independiente.

Sem a Libertadores, o Santos terá mais um ano sem títulos. O Peixe ficou apenas com o Campeonato Brasileiro pela frente, onde é o 12º colocado, com 24 pontos. O próximo compromisso será diante do Vasco, sábado, no Maracanã, pela 22ª rodada.

Gazeta Esportiva

TAGS