PUBLICIDADE
Esportes

Santos se aproxima de Zé, mira Dorival e cogita Luxemburgo; veja retrospecto do trio

O Santos intensificou a busca por um novo técnico nesta terça-feira. E o substituto de Jair Ventura deve ser um desses três nomes: Zé Ricardo, Dorival Júnior e Vanderlei Luxemburgo, todos livres no mercado. O primeiro a ser procurado foi Zé. A advogada do treinador ex-Flamengo e Vasco se reuniu com o executivo de futebol [?]

06:15 | 25/07/2018

O Santos intensificou a busca por um novo técnico nesta terça-feira. E o substituto de Jair Ventura deve ser um desses três nomes: Zé Ricardo, Dorival Júnior e Vanderlei Luxemburgo, todos livres no mercado.

O primeiro a ser procurado foi Zé. A advogada do treinador ex-Flamengo e Vasco se reuniu com o executivo de futebol Ricardo Gomes, em São Paulo, na noite desta terça. O profissional aguarda pelo convite do Peixe para sair do Rio de Janeiro e desembarcar em São Paulo.

O empresário de Dorival foi procurado e aguarda por uma reunião nesta quarta. O técnico vê com bons olhos a terceira passagem pela Vila Belmiro. A melhora na situação encontrada em 2015, de má fase e aproximação do Z-4 no Campeonato Brasileiro, pesa a favor do treinador.

Por fim, Vanderlei Luxemburgo não está descartado. O multi-campeão é pedido por alguns membros da diretoria, principalmente pela ala santista do clube. A opção, porém, não empolga Ricardo Gomes, responsável pela condução das negociações à procura de um novo comandante.

Abel Braga, quase uma unanimidade no Santos, não quer assumir uma equipe até janeiro depois de deixar o Fluminense. E o presidente José Carlos Peres gostaria de um estrangeiro e sugeriu Juan Carlos Osorio, Jorge Sampaoli e Roberto Martínez, das seleções do México, Argentina e Bélgica na Copa do Mundo, respectivamente, mas não há qualquer tratativa em andamento.

Zé Ricardo

No Vasco, o técnico de 47 anos teve 22 vitórias, 13 empates e 15 derrotas após 50 jogos, com 70 gols marcados e 65 sofridos, um aproveitamento de 52,6%. Já no Flamengo, obteve 47 vitórias, 25 empates e 17 derrotas, um rendimento de 62,1%.

Luxemburgo

Campeão brasileiro pelo Santos em 2004, o treinador de 66 anos vem de um trabalho ruim no Sport em 2017, mesmo com o título pernambucano: 11 vitórias, oito empates e 15 derrotas, um aproveitamento de 40,19%.

Dorival

Bicampeão paulista e da Copa do Brasil pelo Peixe, Dorival Júnior tem 56 anos e não obteve grande sucesso em seu último trabalho, no São Paulo, entre 2017 e 2018. O técnico salvou o Tricolor do rebaixamento, porém, a equipe não correspondeu nessa temporada. Foram 17 vitórias, 11 empates e 12 derrotas, um rendimento de 51,6%.

Gazeta Esportiva

TAGS