PUBLICIDADE
Esportes

Renovação emperra, e Léo Cittadini deve deixar o Santos

A negociação do Santos pela renovação do contrato de Léo Cittadini está emperrada. Depois de semanas de conversas, há um impasse e a possibilidade maior é da saída do meia. A situação é a seguinte: o Peixe alega ter chegado no seu limite na proposta de extensão do vínculo por quatro temporadas. O jogador e [?]

06:15 | 10/05/2018

A negociação do Santos pela renovação do contrato de Léo Cittadini está emperrada. Depois de semanas de conversas, há um impasse e a possibilidade maior é da saída do meia.

A situação é a seguinte: o Peixe alega ter chegado no seu limite na proposta de extensão do vínculo por quatro temporadas. O jogador e seus representantes entendem que a valorização é insuficiente. Nos últimos dias, não houve qualquer avanço na transação.

Cittadini recebeu oferta do Pumas-MEX, mas as condições só agradam ao atleta, sem grande lucro ao clube. Neste momento, a melhor saída seria uma proposta para ressarcir o Santos e resolver o imbróglio. A Sampdoria-ITA não formalizou o interesse até agora.

O Menino da Vila possui contrato até dezembro e pode assinar um pré-acordo com qualquer equipe a partir de julho. Sua vontade, porém, não é sair pela porta dos fundos. Caso a opção seja pela transferência, a intenção é ir para a Europa e ajudar o alvinegro financeiramente. Como o vínculo está no fim, uma grande quantia não é necessária.

Cittadini sempre mostrou o desejo de renovar, mas há a desconfiança pelo apoio da torcida e o prestígio no elenco. O meio-campista não é unanimidade e voltará a ser opção no banco de reservas depois da goleada por 5 a 1 para o Grêmio. Ele foi barrado por Vitor Bueno para a partida contra o Luverdense, nesta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Gazeta Esportiva

TAGS