PUBLICIDADE
Esportes

Presidente do Santos apoia Jair e promete reforços para ajudá-lo

A derrota por 5 a 1 para o Grêmio não faz o Santos cogitar a demissão de Jair Ventura. Pelo contrário. O presidente José Carlos Peres e os demais dirigentes aprovam o trabalho do técnico e veem parcela de culpa nas dificuldades neste início de temporada. A principal dívida com Jair é a ausência de [?]

06:15 | 07/05/2018

A derrota por 5 a 1 para o Grêmio não faz o Santos cogitar a demissão de Jair Ventura. Pelo contrário. O presidente José Carlos Peres e os demais dirigentes aprovam o trabalho do técnico e veem parcela de culpa nas dificuldades neste início de temporada.

A principal dívida com Jair é a ausência de um meia para substituir Lucas Lima. E esse armador só virá depois da Copa do Mundo, a partir de julho, na reabertura da janela internacional de transferências e a retomada do futebol no país.

?Não há nenhuma possibilidade de demissão?, disse Peres, em rápido contato com a reportagem da Gazeta Esportiva, antes de responder o que pode fazer para ajudar Jair Ventura.

?Reforços! Mas dependemos da janela se desejarmos qualidade?, completou o presidente, indicando que as soluções não virão do mercado nacional.

O Comitê de Gestão do Santos se reunirá na noite desta segunda-feira, na Vila Belmiro, para tratar de reforços e outros assuntos. A ideia é definir os alvos e encaminhar as negociações. Um volante, um meia e um centroavante estão nos planos. Até o momento, Dodô, Gabigol e Eduardo Sasha, três titulares, foram contratados.

Uma das preocupações do Peixe é a postura do elenco nas derrotas para o Nacional-URU e Grêmio. A apatia é vista como incomum, além da discussão em campo entre Vanderlei e Alison e a cera feita pelos atletas desde os primeiros minutos. Uma conversa da diretoria com os jogadores está prevista para os próximos dias.

Gazeta Esportiva

TAGS