PUBLICIDADE
Esportes

Peres leva dossiê em delegacia e depõe sobre suspeita de fraude no Santos

O presidente José Carlos Peres foi ao 2º Distrito Policial de Santos na manhã desta quinta-feira para depor sobre a suspeita de fraude nas eleições do Peixe, ocorridas em dezembro de 2017. O dirigente do Peixe levou um dossiê com documentos que comprovariam compra de votos da chapa do ex-presidente Modesto Roma. ?Existe um dossiê [?]

13:45 | 22/03/2018

O presidente José Carlos Peres foi ao 2º Distrito Policial de Santos na manhã desta quinta-feira para depor sobre a suspeita de fraude nas eleições do Peixe, ocorridas em dezembro de 2017. O dirigente do Peixe levou um dossiê com documentos que comprovariam compra de votos da chapa do ex-presidente Modesto Roma.

?Existe um dossiê que foi encaminhado. Aquele processo que os empresários de futebol estão envolvidos, onde eles pagavam a mensalidade do sócio. O sócio precisa ter um ano como sócio para poder votar de acordo com o Estatuto do clube. A gente percebeu que um mês antes da eleição, houve uma explosão de novos sócios. Pela imprensa, nós descobrimos que haviam fraudes ou suspeitas de fraudes. Entramos em conjunto, as três chapas da oposição no GAECO, e lá nós fizemos as denúncias. Muitos destes suspeitos não compareceram na eleição, e isso foi primordial para que não tivesse outro desfecho?, disse o presidente.

?Ninguém é acusado antes do juiz dizer que ele é culpado. Isso foi encaminhado e eles farão a investigação para que essas suspeitas se tornem provas.Eu acho que o futebol brasileiro precisa passar por uma reforma. Já estamos fazendo uma reforma profunda no clube em todos os sentidos. Quando o futebol não tem credibilidade, ele perde a reputação, e isso reflete no campo. A torcida pensa que isso são cartas marcadas, e infelizmente o poder leva a este tipo de comportamento, de permanência no poder. Isso é inadmissível. Prometemos lá, perdendo ou vencendo, nós continuaríamos em conjunto, as três chapas, lutando para que isso fosse esclarecido, e isso não se repita?, completou.

Os documentos entregues por José Carlos Peres serão avaliados pelas autoridades. Se a fraude de Modesto Roma for confirmada, o ex-presidente pode responder judicialmente e perder o cargo de conselheiro no Peixe.

Gazeta Esportiva

TAGS