PUBLICIDADE
Esportes

Palmeiras vence o Santos no Pacaembu e tem vantagem por vaga na final

O Palmeiras largou na frente do Santos na semifinal do Campeonato Paulista. No jogo de ida, no Pacaembu, o Peixe venceu por 1 a 0, com gol de Willian, aos cinco minutos do primeiro tempo. Os 45 minutos iniciais foram de domínio alviverde. Nos instantes finais, o alvinegro assustou e obrigou o goleiro Jailson a [?]

21:15 | 24/03/2018

O Palmeiras largou na frente do Santos na semifinal do Campeonato Paulista. No jogo de ida, no Pacaembu, o Peixe venceu por 1 a 0, com gol de Willian, aos cinco minutos do primeiro tempo.

Os 45 minutos iniciais foram de domínio alviverde. Nos instantes finais, o alvinegro assustou e obrigou o goleiro Jailson a fazer duas grandes defesas.

Na segunda etapa, o Santos melhorou, acuou o Palmeiras e teve boas chances para empatar e até virar, mas esbarrou em Jailson, nos erros de passes e na falta de pontaria.

O classificado para a semifinal será definido na terça-feira, às 20h30 (de Brasília), novamente no Pacaembu, dessa vez com torcida única do Palmeiras. Os visitantes terão a vantagem do empate para avançar à final. O Peixe precisará vencer por um gol para levar aos pênaltis e dois gols de diferença por vaga direta.

O JOGO

O Palmeiras dominou o Santos na maior parte do primeiro tempo. O Peixe só assustou nos minutos finais, quando o rival relaxou e passou a errar passes na defesa.

Nos primeiros 30 minutos, foi um passeio alviverde. O Verdão marcou com Willian, após linda jogada coletiva e falha geral da defesa santista logo aos 5?, e teve outras oportunidades para ampliar. O meio-campo foi dominado pelos visitantes no Pacaembu.

Na segunda metade dos primeiros 45 minutos, o alvinegro melhorou a marcação e adiantou as linhas. Jailson precisou fazer duas grandes defesas para evitar o empate. Gabigol, cara a cara, chutou em cima do goleiro. E no escanteio, Renato subiu bem, mas parou no palmeirense.

Com Lucas Lima hostilizado e apagado, Bruno Henrique e Felipe Melo ditaram o ritmo, Dudu e Keno levaram a melhor diante dos laterais e Willian foi decisivo. No Santos, Alison e Dodô foram os melhores. Daniel Guedes e Diogo Vitor, os piores.

REAÇÃO INSUFICIENTE

Na segunda etapa, o cenário foi alterado. Nos primeiros lances, Victor Luis e Keno, ambos pelo lado esquerdo, tiveram boas chances para ampliar. O lateral parou em Vanderlei e o atacante finalizou para fora.

Só que o Santos, mesmo bagunçado, passou a criar mais chances e respondeu logo em seguida. Arthur Gomes arrancou e cruzou bem, Jailson deu rebote e Gabigol não honrou o apelido e isolou.

Aos 17 minutos, o Peixe quase empatou em bate-rebate na área. A bola ficou viva na pequena área, Gabigol tocou mal para Sasha, que não dominou. Segundos depois, Rodrygo acertou belo chute da entrada da área, para nova defesa de Jailson.

O Santos seguiu na pressão e, aos 29, Gabigol teve nova chance. Dessa vez, o atacante finalizou bonito de fora da área, e Jailson salvou outra vez. Três minutos depois, Gabriel deu ótimo cruzamento para Bueno, que cabeceou nas mãos do goleiro.

FICHA TÉCNICA

Santos 0 x 1 Palmeiras

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: 24 de março de 2018, sábado

Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Tatiane Sacilotti dos Santos

Público e renda: 19.546/R$ 723.270,00

Cartões amarelos: SANTOS: Daniel Guedes e Alison. PALMEIRAS: Thiago Santos e Dudu.

GOL:

Palmeiras: Willian, aos 5 do 1T.

SANTOS: Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison; Eduardo Sasha, Renato (Vitor Bueno), Diogo Vitor (Rodrygo) e Arthur Gomes (Jean Mota); Gabigol

Técnico: Jair Ventura

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha (Tche Tche), Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luís; Felipe Melo (Thiago Santos), Bruno Henrique (Moises) e Lucas Lima; Dudu, Keno e Willian

Técnico: Roger Machado

Gazeta Esportiva