PUBLICIDADE
Esportes

Jair usa 31, acha soluções e vê carências após 1ª fase do Santos

O Santos terminou a primeira fase do Campeonato Paulista como líder do Grupo D, com 18 pontos, e quarto na classificação geral, atrás de Palmeiras, Corinthians e Novorizontino. Para o técnico Jair Ventura, o saldo foi positivo, principalmente pela rodagem dada ao elenco. Novo no comando, o treinador utilizou 31 dos 37 jogadores inscritos no [?]

06:15 | 12/03/2018

O Santos terminou a primeira fase do Campeonato Paulista como líder do Grupo D, com 18 pontos, e quarto na classificação geral, atrás de Palmeiras, Corinthians e Novorizontino. Para o técnico Jair Ventura, o saldo foi positivo, principalmente pela rodagem dada ao elenco.

Novo no comando, o treinador utilizou 31 dos 37 jogadores inscritos no Paulistão. E dentre os seis não aproveitados, um é o terceiro goleiro (João Paulo), dois ficaram a maior parte do tempo no departamento médico (Cleber e Yuri) e três foram recém-promovidos das categorias de base (Matheus Guedes, Emerson Barbosa e Lucas Lourenço).

?Oportunizei mais de 30 atletas (são 31) em 13 jogos. Agora, em momentos decisivos, saberemos com quem contar. Torcida quer vencer, derrota é ruim, mas Santos teve luxo de time alternativo para conhecer o elenco?, explicou Jair, em entrevista coletiva no último domingo.

Goleiros

O Peixe não tem qualquer carência nesse setor. Vanderlei é um dos melhores do Brasil e Vladimir costuma dar conta do recado quando acionado. João Paulo, terceira opção, chegou a ser titular em 2017 e também se mostrou confiável.

Laterais

Na ala direita, há um problema. Daniel Guedes é o atual titular. Victor Ferraz, em recuperação de luxação no ombro direito, é a alternativa. Não há, porém, uma terceira peça. O zagueiro Robson Bambu treinou como lateral e atuou assim na derrota para o São Bento, mas não convenceu.

Na lateral esquerda, Jair parece estar bem servido. Dodô foi contratado e vem sendo titular, Caju é o reserva e Jean Mota e Copete já desempenharam bem a função. Emerson Barbosa treina no sub-20 e pode pintar em caso de alguma necessidade. Romário foi emprestado ao Ceará após ir mal nas duas primeiras partidas.

Zagueiros

É, certamente, onde o Santos menos tem problemas. Os titulares Lucas Veríssimo e David Braz são regulares e ainda há Luiz Felipe, Gustavo Henrique, Cleber Reis, Robson Bambu e Matheus Guedes. Cleber, que não recebeu qualquer chance em 2018, deve ser emprestado.

Meio-campistas

É a área do campo onde Jair Ventura precisa se preocupar. No esquema 4-1-4-1, Alison é titular absoluto como primeiro ?1?. À frente, Vecchio só deixou de jogar quando o alvinegro poupou a todos diante do São Bento, mas é irregular. O terceiro elemento, no momento, é Léo Cittadini, que busca afirmação.

O experiente Renato perdeu a vaga. Matheus Jesus foi negociado com o Gamba Osaka-JAP e Vitor Bueno não correspondeu quando acionado. Jean Mota ganhou as principais chances na lateral e pode ser uma solução no meio. Guilherme Nunes se mostrou um bom substituto para Alison. Gabriel Calabres, destaque da Copinha, e Victor Yan, promovido do sub-17, atuaram por poucos minutos na última rodada. Lucas Lourenço não saiu do banco de reservas e Yuri, com fratura em osso do pé direito, está fora de combate desde o começo da temporada.

Uma observação importante: Diego Pituca, não inscrito no Campeonato Paulista, tem agradado nos treinamentos, está na lista da Libertadores e pode ser novidade em um futuro próximo. Canhoto, ele é meia de origem no Botafogo-SP, mas também pode atuar como volante.

Atacantes

Enquanto espera pelo retorno de Bruno Henrique, em fase final de recuperação de contusão na retina do olho direito, o Santos procura o terceiro atacante para jogar ao lado de Eduardo Sasha e Gabigol.

Neste momento, Rodrygo larga na frente e deve ser titular contra o Nacional-URU, pela Libertadores. Arthur Gomes, Copete e Diogo Vitor são opções para o lado do campo. Yuri Alberto é reposição para Gabigol. Rodrigão perdeu espaço e nem vem sendo relacionado.

Time-base

Neste momento da temporada, a equipe titular do Santos é Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison; Eduardo Sasha, Léo Cittadini, Vecchio e Rodrygo; Gabigol.

Victor Ferraz e Dodô brigam por espaço nas laterais. Se Rodrygo vacilar, Arthur Gomes é a primeira opção. E Bruno Henrique deve retornar ainda nas fases finais do Campeonato Paulista. Para as quartas de final, o Peixe pode fazer quatro mudanças entre os inscritos. Romário e Matheus Jesus, negociados, serão substituídos. Pituca é um provável nome.

Goleiros: Vanderlei e Vladimir

Laterais: Daniel Guedes, Victor Ferraz, Dodô, Romário e Caju

Zagueiros: Lucas Veríssimo, David Braz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Robson Bambu

Meio-campistas: Alison, Renato, Vecchio, Léo Cittadini, Vitor Bueno, Matheus Jesus, Gabriel Calabres, Guilherme Nunes, Victor Yan e Jean Mota

Atacantes: Eduardo Sasha, Rodrygo, Gabigol, Bruno Henrique, Arthur Gomes, Copete, Rodrigão, Yuri Alberto e Diogo Vitor

Gazeta Esportiva

TAGS