PUBLICIDADE
Esportes

Do empréstimo à faixa de capitão: Alison vira unanimidade no Santos

Alison tem sido um dos destaques do Santos em 2018 e é difícil ver alguma crítica de torcedores para o volante. A regularidade o tornou titular absoluto com o técnico Jair Ventura e rendeu a faixa de capitão na derrota por 2 a 1 para o Novorizontino, quando David Braz e Renato não atuaram. E [?]

12:15 | 08/03/2018

Alison tem sido um dos destaques do Santos em 2018 e é difícil ver alguma crítica de torcedores para o volante. A regularidade o tornou titular absoluto com o técnico Jair Ventura e rendeu a faixa de capitão na derrota por 2 a 1 para o Novorizontino, quando David Braz e Renato não atuaram.

Cirurgias no joelho

2011 ? rompeu os ligamentos logo na estreia como profissional, contra o Cruzeiro, em setembro;

2012 ? logo depois de se recuperar da primeira lesão por pouco mais de seis meses, teve o mesmo problema e só retornou em janeiro de 2013, na Copa São Paulo de Futebol Júnior;

2015 ? a terceira ruptura dos ligamentos do mesmo joelho ocorreu em fevereiro, no clássico contra o São Paulo. Na ocasião, ele permaneceu em campo até o fim do jogo depois da entorse.

Instabilidade

Em 2015, Alison fez apenas oito jogos. No ano seguinte, nove. Mesmo com os problemas físicos e a falta de oportunidades no Alvinegro, o volante foi procurado por Corinthians e Internacional. Em dezembro de 2015, o Santos pagou R$ 7,5 milhões ao Banco BMG por 70% dos direitos econômicos do atleta. O contrato foi renovado apenas em 2018 e tem duração até 2022.

Experiência

Em 2017, sem espaço com o ex-técnico Dorival Júnior, Alison foi emprestado ao RB Brasil no Campeonato Paulista. Lá, fez 14 jogos. No retorno ao Peixe, treinava sem ser relacionado para as partidas até a chegada de Levir Culpi, quando recuperou o lugar no clube.

Alison seguiu prestigiado com elano e agora com Jair Ventura. Ele se firmou como titular depois da venda de Thiago Maia para o Lille-FRA e hoje é intocável. Antes um volante de contenção, que apenas marcava e tocava de lado, agora ele tem evoluído na saída de jogo e até aparece como elemento surpresa na defesa dos adversários.

Gazeta Esportiva

TAGS