PUBLICIDADE
Esportes

Jean Mota, 12º jogador do Santos, cogita ser efetivado como lateral

Jean Mota é, desde 2016, uma espécie de 12º jogador do Santos. O meia nunca teve status de titular, mas é constantemente utilizado, seja na meia, sua função de origem, ou como lateral-esquerdo. Neste ano, havia a expectativa de Jean, finalmente, ser titular. Com a saída de Lucas Lima, imaginava-se que o jogador fosse o [?]

07:15 | 03/02/2018

Jean Mota é, desde 2016, uma espécie de 12º jogador do Santos. O meia nunca teve status de titular, mas é constantemente utilizado, seja na meia, sua função de origem, ou como lateral-esquerdo.

Neste ano, havia a expectativa de Jean, finalmente, ser titular. Com a saída de Lucas Lima, imaginava-se que o jogador fosse o escolhido pelo técnico Jair Ventura. A opção, porém, foi a de Vecchio. E Jean voltou a ser uma arma no banco de reservas.

?O Vecchio é um grande jogador. O Santos tem um elenco qualificado, com boas peças, grandes jogadores e quem ganha com isso é o time?, disse Jean Mota, em entrevista à Gazeta Esportiva.

Diante da concorrência no meio-campo, é possível pensar em Jean Mota efetivado como lateral-esquerdo. Na posição, Romário e Caju ainda não convenceram.

?Como eu disse, consigo fazer diferentes funções dentro de campo. Caso o professor Jair opte por eu entrar na lateral, volante, meia, darei o meu melhor em todas as posições para poder ajudar o Santos junto com meus companheiros?, afirmou Jean.

Uma das armas de Jean é a bola parada. Quando está em campo, ele é o batedor de faltas e escanteios. A eficiência vem do esforço nos treinos.

?Acredito que é fruto de muito treinamento. Todo dia procuro trabalhar a bola parada, escanteios, faltas. Hoje em dia sabemos que é uma jogada que decide uma partida, então estou sempre buscando evoluir?, explicou.

Jean Mota será, mais uma vez, opção no banco de reservas do Santos para o clássico contra o Palmeiras, domingo, às 17h (de Brasilia), na arena do rival, pela quinta rodada do Campeonato Paulista. 

Gazeta Esportiva

TAGS