PUBLICIDADE
Esportes

Ídolo santista, Léo assume vaga no Conselho Deliberativo do clube

Leonardo Lourenço Bastos, mais conhecido como Léo, está prestes a integrar o Conselho Deliberativo do Santos. O ex-lateral tomará posse como membro do seleto grupo nesta segunda-feira, em solenidade realizada na Vila Belmiro. Atleta mais vitorioso do clube após a Era Pelé, o Guerreiro da Vila se diz preparado para o novo desafio. ?A felicidade [?]

15:15 | 17/12/2017

Leonardo Lourenço Bastos, mais conhecido como Léo, está prestes a integrar o Conselho Deliberativo do Santos. O ex-lateral tomará posse como membro do seleto grupo nesta segunda-feira, em solenidade realizada na Vila Belmiro. Atleta mais vitorioso do clube após a Era Pelé, o Guerreiro da Vila se diz preparado para o novo desafio.

?A felicidade é grande por assumir o cargo de conselheiro do Santos. Estou no clube desde 2000 e já passei por momentos maravilhosos e outros difíceis. A partir de amanhã vou começar mais uma etapa importante como santista. Estou ciente da responsabilidade e vou procurar sempre fazer o que estiver ao meu alcance visando o melhor para o clube?, disse Léo.

Ídolo do Santos, o ex-jogador nunca escondeu o desejo de presidir o clube no futuro. Após pendurar as chuteiras, em 2014, Léo estudou gestão de marketing e chegou a fazer um estágio durante a o período em que Modesto Roma Jr presidiu o Santos. Campeão da Libertadores, Recopa Sul-Americana e Copa do Brasil, além do bicampeonato brasileiro e tricampeonato paulista, o polêmico lateral-esquerdo santista espera ter o mesmo sucesso agora fora dos gramados.

?Passada a eleição, todos somos santistas. Vou acompanhar o trabalho da nova diretoria e apoiar naquilo que considerar que esteja sendo feito de maneira correta. Mas não deixarei de criticar o que achar que estiver errado?, completou.

Léo acumula duas passagens pelo Santos. O ex-jogador desembarcou na Vila Belmiro em 2000, onde permaneceu até 2005, quando se transferiu para a Europa e defendeu o Benfica. Em 2009 retornou ao clube do seu coração e o ajudou a vencer o título mais importante de sua trajetória na Baixada Santista: a Libertadores de 2011. Ao todo o Guerreiro da Vila soma 456 jogos e 24 gols com a camisa do Peixe.

Gazeta Esportiva

TAGS