">
PUBLICIDADE
Esportes

Modesto vê Robinho como ?diferencial? para o Santos em 2018: ?Decisão é dele?

O Santos quer repatriar Robinho em 2018. Mesmo garantindo que não iniciou negociações, o presidente Modesto Roma Júnior vê o ídolo como um ?diferencial? para a próxima temporada. Como ele tem contrato com o Atlético-MG até 31 de dezembro e fica livre a partir do ano que vem, o mandatário santista acredita que a decisão [?]

08:45 | 04/10/2017

O Santos quer repatriar Robinho em 2018. Mesmo garantindo que não iniciou negociações, o presidente Modesto Roma Júnior vê o ídolo como um ?diferencial? para a próxima temporada.

Como ele tem contrato com o Atlético-MG até 31 de dezembro e fica livre a partir do ano que vem, o mandatário santista acredita que a decisão de retornar ao Peixe depende apenas do atacante.

?A decisão é do Robinho. Ele sabe que a Vila Belmiro é sua casa, mas ele trabalha no Atlético-MG. Nós respeitamos esse trabalho e não vamos assediar jogador dos outros?, afirmou Modesto em contato exclusivo com a Gazeta Esportiva.

Para o presidente, a possível chegada de Robinho seria boa até mesmo para a nova geração da base santista, comandada por Rodrygo, Yuri Alberto, Victor Yan, Lucas Lourenço, etc. Como os novos ?Meninos da Vila? podem ganhar chances no time profissional na próxima temporada, Modesto acredita que a presença do craque ajudaria no crescimento dos garotos do sub-17, como aconteceu com Neymar e Ganso em 2010.

?O Robinho sempre ajuda. Ele é um diferencial até mesmo para essa nova molecada da base. É um fora de série. E um fora de série sempre ajuda, é importante e será sempre bem-vindo?, concluiu o mandatário.

Porém, mesmo ?abrindo as portas? para o craque, Modesto pretende iniciar as negociações com ele apenas dentro das condições financeiras clube. Atualmente, o teto salarial é de R$ 200 mil.

Aos 33 anos, Robinho tem nove gols em 43 jogos pelo Atlético-MG em 2017. Caso retorne na próxima temporada, o atacante vestirá a camisa do Santos pela quarta vez.

Gazeta Esportiva

TAGS