PUBLICIDADE
Palmeiras
Noticia

Rony é liberado de punição da Fifa após êxito de recurso do Palmeiras ao CAS

Atacante alviverde se livra de suspensão de quatro meses por imbróglio em contrato com clube japonês

16:46 | 25/03/2021
Atacante Rony e zagueiro Kannemann disputam a bola no jogo Palmeiras x Grêmio, no Allianz Parque, pela Copa do Brasil (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
Atacante Rony e zagueiro Kannemann disputam a bola no jogo Palmeiras x Grêmio, no Allianz Parque, pela Copa do Brasil (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

O atacante Rony, do Palmeiras, está liberado da punição imposta pela Fifa em julho de 2020. Nesta quinta-feira, o advogado do Verdão, André Sica, informou em suas redes sociais que o clube teve êxito no recurso feito ao CAS (Corte Arbitral do Esporte) e que o jogador está definitivamente livre da sanção.

"É com enorme satisfação que informamos aos palmeirenses que tivemos êxito em nosso recurso ao CAS, e o atleta Rony está definitivamente liberado da sanção disciplinar imposta pela Fifa! Agradecemos imensamente ao atleta pela confiança depositada na equipe desportiva do Csmv Advogados, e agrademos demais aos advogados Carlos André e Sérgio Pinheiro pelo excelente trabalho realizado em parceria", escreveu Sica.

Contratado pelo Palmeiras em fevereiro do ano passado, Rony foi punido pela Fifa com quatro meses de suspensão após uma ação do Albirex Niigara, do Japão, na Câmara de Resoluções de Litígio da entidade máxima do futebol mundial. Na ocasião, o Alviverde conseguiu um efeito suspensivo junto ao CAS.

O embate na Fifa se deu porque o Albirex Niigara, em 2017, fechou com o Cruzeiro a compra de Rony por três anos. No entanto, os japoneses estavam impossibilidades de fazer a transação desta maneira e solicitaram um acordo de empréstimo por um ano. Depois do período, seria assinado um contrato de vínculo definitivo.

Rony, no entanto, nunca reconheceu a existência do acordo que o obrigaria a permanecer no Niigara após um ano. Enquanto o caso era analisado, a Fifa concedeu permissão para que o atacante desse sequência na carreira. Sendo assim, o jogador se transferiu para o Athletico-PR em 2018.

Após a ação do Albirex Niigara, o Furacão também foi punido pela Fifa, mas com a impossibilidade de realizar contratações por duas janelas. O clube paranaense ainda aceitou pagar a multa de US$ 1,7 milhões (cerca de R$ 9 milhões na cotação atual) imposta a Rony.

Já o Palmeiras ficou fora de todo o imbróglio, mas acabou sendo penalizado indiretamente por não poder usar o atacante. Com o efeito suspensivo garantido em julho de 2020, Rony pôde continuar à disposição do Verdão e participar das conquistas do Campeonato Paulista, da Libertadores e da Copa do Brasil. Agora, o atleta não corre mais risco de suspensão pelo caso.