Como o Fluminense ajudou a colocar o Palmeiras na liderança do BrasileiroSociedade Esportiva Palmeiras | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Como o Fluminense ajudou a colocar o Palmeiras na liderança do Brasileiro

O Fluminense é diretamente responsável por o Palmeiras ser o líder do Campeonato Brasileiro, com cinco pontos de vantagem sobre o segundo colocado Internacional. Isso porquê foi uma vitória do Tricolor carioca que causou a demissão do técnico Roger Machado e a consequente contratação de Luiz Felipe Scolari, que levou o time da sexta para [?]

07:15 | 13/11/2018

O Fluminense é diretamente responsável por o Palmeiras ser o líder do Campeonato Brasileiro, com cinco pontos de vantagem sobre o segundo colocado Internacional. Isso porquê foi uma vitória do Tricolor carioca que causou a demissão do técnico Roger Machado e a consequente contratação de Luiz Felipe Scolari, que levou o time da sexta para a primeira posição.

O revés contra o time das Laranjeiras foi o último do Verdão no Brasileirão. Desde então, sob o comando do interino Wesley Carvalho (um jogo), Paulo Turra (um jogo) e Felipão (16 jogos), o Palestra não perdeu mais, alcançando a marca de 13 vitórias e cinco empates no período. A sequência invicta já é idêntica à registrada entre as edições de 1997 e 1998 do torneio nacional.

E para conseguir o feito, que permitiu a arrancada palestrina no Brasileiro, Felipão se utilizou de uma ?equipe B? na maior parte do campeonato. Os ?reservas? tiveram ótimo desempenho, enquanto os titulares conseguiram chegar à final e semi da Copa do Brasil e Libertadores, respectivamente.

Entre as alternâncias de formação, alguns atletas ganharam espaço. Deyverson fez com Felipão seu primeiro jogo como titular na temporada, e passou de motivo de chacota da torcida à peça importante no elenco alviverde. Mayke por sua vez, tomou a posição de Marcos Rocha, que passou a ser o reserva na lateral-direita.

Na zaga, Gustavo Gómez foi contratado e logo tomou conta do setor com atuações seguras e que animaram os torcedores. Thiago Martins, primeira opção como reserva sob o comando de Roger Machado, deixou o clube para jogar no Japão, e Luan, então desacreditado, assumiu o posto de suplente.

Outro que teve a situação bastante alterada, mas não diretamente pelas mãos de Luiz Felipe Scolari, foi Gustavo Scarpa. O meia sofreu com uma inflamação no calcâneo, além do imbróglio jurídico com o Fluminense, mas os dois problemas foram resolvidos e o camisa 14 pode engatar uma sequência de jogos nesta reta final de temporada.

Nesta quarta-feira, Palmeiras e Fluminense voltam a se enfrentar 19 rodadas depois da vitória carioca por 1 a 0 no Maracanã. O duelo desta vez acontece no Allianz Parque, às 21h45 (de Brasília). Felipão, maior responsável pela melhora alviverde desde o primeiro turno, não estará no banco de reservas por conta da suspensão imposta pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).

Gazeta Esportiva

TAGS